25 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 23º

Para não perder mais espaço, PMDB apela a André para "voltar à política"

Prefeitos do interior e principais lideranças do PMDB em Mato Grosso do Sul participam nesta segunda-feira (26) da convenção estadual do partido que acontece na sede do diretório regional em Campo Grande.

Dentre principais assuntos debatidos, estão confirmação de nomes para disputar eleições municipais em 2016 e também novas filiações. O presidente regional do PMDB, deputado estadual Junior Mochi, adiantou ao MS Notícias, que uma das resoluções do partido é que em todos municípios haja candidatos próprios.

Para isso, segundo Mochi, o partido vai aguardar até 2 de abril, prazo que se inicia período da “janela partidária” para receber novas filiações e definir nomes em alguns municípios onde não há candidatos em potencial como é o caso de Corumbá.

O PMDB, que elegeu 23 prefeitos em 2012, em Mato Grosso do Sul, sofre até hoje os efeitos da derrota política ao perder controle da Prefeitura de Campo Grande, quando Alcides Bernal (PP) derrotou Edson Giroto (PR), e desde então o partido tem se desgastado politicamente e perdido filiados como prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka, que em setembro se desligou da sigla e retornou ao PSDB. Assim como eleições municipais, em 2014 o PMDB também se viu derrotado ao ver candidato da legenda Nelson Trad Filho perder eleições governamentais no primeiro turno.

Diante deste cenário, algumas lideranças peemedebistas, como deputado federal Geraldo Resende, e prefeitos do interior acreditam que ex-governador André Puccinelli precisa voltar a figurar no cenário político para evitar que PMDB se desgaste ainda mais. Para alguns, como prefeito de Amambai, Sergio Barbosa, a legenda não tem outra opção a não ser lançar André como candidato a prefeito da Capital para evitar que partido perca ainda mais espaço. “O André tem responsabilidade de voltar para política para preservar PMDB porque se ele não voltar, o PMDB vai perder hegemonia no Estado. Acho que ele deve ser candidato.”