30 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 18º

Pela primeira vez base e oposição se reúnem para aprovar projeto na Câmara da Capital

Untitled-1 Pode-se dizer que a reunião de ontem entre vereadores da base do prefeito Alcides Bernal (PP) e os da oposição foi um acontecimento histórico em Campo Grande e confirma o que o secretário municipal de governo e relações institucionais Pedro Chaves havia adiantado ao MS Notícias na última segunda-feira. Bernal pode não ampliar a base, mas está conquistando votos da oposição para garantir sua governabilidade.   Segundo a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), a reunião foi positiva e as emendas ao projeto que institui o SIM (Selo de Inspeção Municipal) propostas pelo vereador Edil Albuquerque (PMDB) serão necessárias para garantir a aprovação do projeto e sua posterior implementação. "A reunião foi positiva, tivemos a participação dos vereadores da oposição, das secretárias Dharleng de Oliveira e Jacqueline Hildebrand, que juntos com técnicos da prefeitura explicaram, para nós os detalhes do SIM". Conforme Luiza, o vereador Edil Albuquerque propôs dez emendas. Edil, que não foi à reunião devido à licença médica, explica que as emendas foram propostas depois de uma consulta ao Ministério da Agricultura. "Algumas das propostas do projeto não são de responsabilidade da prefeitura e sim do Ministério, por isso precisam ser alteradas. Acredito que assim, o projeto será aprovado pela Câmara, embora estejamos sem quórum no momento o que pode impedir a votação", afirma. Estiveram presentes na reunião: Chocolate (PP), Eduardo Romero (PT do B), Juliana Zorzo (PSC),  João Rocha e Rose Modesto, ambos PSDB, Alex e Airton Araújo, ambos do PT, Gilmar da Cruz (PRB), Edson Shimabukuro (PTB), Luiza Ribeiro (PPS) e Paulo Pedra (PDT). Heloísa Lazarini e Dina Christie