29 de maio de 2024
Campo Grande 9ºC

INCONFORMISMO NA PISTA

PRF e bolsonaristas entram em conflito em Mato Grosso do Sul

Estado é curral eleitoral de Bolsonaro; grupo tem sido insuflado por pastores e até vice de candidato bolsonarista derrotados

A- A+

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) teve que usar bombas de gás (de efeito moral) contra bolsonaristas que estavam insistindo em manter impedimento de trânsito na BR-163, em Campo Grande (MS), nesta 3ª.feira (1º.nov.22). A reportagem e fotos são do Campo Grande News.

O grupo não aceita a vitória de Lula (PT), que derrotou Jair Bolsonaro (PL), nas urnas no último domingo (30.out.22).

Mato Grosso do Sul é curral eleitoral de Bolsonaro. O grupo tem sido insuflado por pastores e até vice de candidato ao governo do Estado derrotado, como mostramos mais cedo aqui no MS Notícias. Eles estão fazendo atos como a queima de pneus desde a noite da derrota do ídolo político deles.

Mesmo após a decisão determinada pela Justiça Federal de Mato Grosso do Sul, e a decisão do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, reafirmada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), nesta 3ª.feira o grupo bolsonarista queria manter o impedimento da pista, porém, os PRFs em MS decidiram agir  para dissuadir o grupo radical de extrema direita.

O Campo Grande News relatou que às 7h os policiais avisaram que a rodovia deveria ser desobstruída, sob pena de multa diária. Entretanto, cerca de 60 manifestantes se mostraram indignados, enquanto observavam a equipe da CCRMS Via apagar o fogo dos pneus que atravessavam a rodovia.

Os ânimos se exaltaram e os manifestantes voltaram a colocar fogo no material usado no protesto. 

Confira a galeria de imagens no site CLICANDO AQUI. 

Os policiais mudaram a tática e passaram a usar granada de gás para forçar a saída dos manifestantes. A ação mais contundente durou cerca de 15 minutos e a pista foi liberada. O grupo permanece sob uma barraca, mas longe da pista. Mais cedo, disseram que tinham intenção de continuar o movimento, mas na frente do Comando Militar do Oeste (CMO), local onde há trânsito conturbado também desde o início desta manhã. O CMO fica em Campo Grande, na Capital do Estado.