18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Trabalhos da Comissão de Ética podem ter outros desdobramentos, diz João Rocha

O presidente da Comissão de Ética da Câmara Municipal, vereador João Rocha (PSDB) ainda aguarda a entrega da defesa de outros seis vereadores que não protocolaram documento.

Segundo Rocha, após a entrega das defesas iniciarão as analises para elaboração do relatório dos nove processos, que será finalizado pelo relator, vereador Ayrton Araújo (PT).“Não temos precisão de quanto tempo irá levar para analisar as defesas. Também teremos de ver se há casos em que será necessário arrolar testemunhas . São nove processos  é um volume considerável”, avalia o peessedebista.  

A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar foi criada para investigar possível quebra de decoro de nove vereadores, que são alvos no inquérito do MPE (Ministério Público Estadual) na operação Coffee Break, que apura possível compra de votos para cassar o prefeito Alcides Peralta Bernal (PP), em março de 2014.

São investigados os parlamentares Mario Cesar (PMDB), presidente afastado; Edil Albuquerque (PMDB); Airton Saraiva (DEM); Waldecy Batista Nunes (PP), o Chocolate; Gilmar da Cruz (PRB); Carlos Augusto Borges (PSB), o Carlão; Edson Shimabukuro (PTB); Paulo Siufi (PMDB) e Jamal Salem (PR).

Integram a Comissão além de João Rocha, Ayrton Araújo (PT), Chiquinho Telles ( PSD) (vice-presidente), Herculano Borges (SD) e Vanderlei Cabeludo (PMDB). Nesta quarta-feira, às 9 horas, os parlamentares se reúnem para iniciar a análise das defesas apresentadas. “Se for necessário iremos informações com o Ministério Público. Pode haver mais desdobramentos”, lembra.