22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

Vereadores investigados na Coffee Break devem entregar defesa até dia 26

A- A+

Mesmo com a semana turbulenta na Câmara de Vereadores, com a presença de policiais a paisana, para ‘proteger’ a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), os trabalhos da Comissão de Ética que investiga os vereadores, continuam. Os nove vereadores investigados pela Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Campo Grande têm até a próxima segunda-feira (26) para apresentar a defesa prévia. 

Recomendação
De acordo com o vereador João Rocha (PSDB), “depois de recebidas as defesas vamos analisar e cruzar com os depoimentos feitos. Só então vamos ver se pediremos o compartilhamento de informações do Ministério Público Estadual e do Tribunal de Justiça para juntar ao processo”, destacou. 

O Ministério Público chegou a recomendar que os vereadores investigados na Operação Coffee Break não participem de comissões relacionadas ao assunto, porém de acordo com Rocha, os trabalhos não interferem no posicionamento da Câmara. ‘Tudo o que a comissão sabe sobre o assunto até agora foi o informado pela imprensa, os trabalhos da comissão seguem normalmente. Um dos cuidados da Câmara teve na escolha dos integrantes da comissão foi que nenhum deles estivessem implicados nas investigações, sendo assim, a comissão segue seus trabalhos dentro da legalidade’, diz Rocha.

Os membros da Comissão de Ética é composta também pelos vereadores Chiquinho Telles (vice), Herculano Borges, Vanderlei Cabeludo e Ayrton Araújo do PT e se reuniram na quarta-feira (21) e revelaram que aguardam a defesa dos nove parlamentares para dar prosseguimento ao processo.