20 de abril de 2021
Campo Grande 32º 19º

Vereadores aguardam relatório Gaeco para decidir rumos da Comissão de Ética

Vereadores aguardam relatório Gaeco para decidir rumos da Comissão de Ética  

Os integrantes da Comissão de Ética da Câmara de Campo Grande que investiga quebra de decoro de nove parlamentares, envolvidos na Operação Coffee Break, aguardam envio do relatório final do Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) para finalizar análise do processo de ética contra parlamentares investigados.

Segundo vereador Airton Araujo (PT), relator do processo, a análise do relatório do Gaeco é essencial para continuidade do trabalho da Comissão. "Se as informações não chegarem, o trabalho será prejudicado, temos que aguardar, pois mas as informações do Gaeco são importantes para isso".

Assim como o relator o presidente da Comissão, vereador Alex do PT acredita que a conclusão do trabalho do Legislativo depende da entrega do relatório do Gaeco para que informações sejam confrontadas.

"Temos um problema de prazo, mas isso não quer dizer que não pode ser prorrogado mesmo com o recesso. Estamos aguardando relatório do Gaeco para finalizar o nosso. Já temos 80% feito, mas ainda faltam alguns detalhes que só com o parecer do Gaeco será possível concluir”.

A Comissão de Ética é composta pelos vereadores Alex do PT, presidente, Airton Araujo (PT), relator, Chiquinho Telles (PSD), Vanderlei Caneludo (PMDB) e Herculano Borges (SD) como membros. A Comissão investiga quebra de decoro por suposto envolvimento em esquema de cassação do prefeito Alcides Bernal (PP) praticado por nove vereadores: Mario Cesar (PMDB); Edil Albuquerque (PMDB); Paulo Siufi (PMDB); Airton Saraiva (DEM); Chocolate (PP); Gilmar da Cruz (PRB); Edson Shimabukuru (PTB); Carlão (PSB); e Jamal Salém (PR). 

Leia também

• Vereadores querem ter acesso a relatório final da Coffee Break

• Autor da denúncia que originou Coffee Break diz que operação 'é maquiagem arquitetada por Bernal'

• Após denúncia sobre suposta armação da Coffee Break, Siufi cobra de Alex que Cazuza seja investigado