18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Inclusão social

“É preciso incluir trabalho e esporte a portadores de deficiência” diz ministro em visita a Capital

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) participou hoje (25) da segunda edição do “Dia D” – Dia da Inclusão da Pessoa com Deficiência (PCD), na Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul. O evento reuniu empresas e trabalhadores com deficiência e reabilitados do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). O intuito é promover a conscientização de empresas para inserção desse público no mercado de trabalho, tanto em Campo Grande quanto no interior.

No encontro, o ministro do Esporte George Hilton esteve presente, onde veio para uma reunião de trabalho sobre assuntos referentes ao planejamento da passagem da Tocha Olímpica “RIO 2016” em Mato Grosso do Sul  e aproveitou a oportunidade para falar sobre a importância da inclusão social de pessoas com deficiência. “É preciso fortalecer as oportunidades como um fator de inclusão social, principalmente no trabalho e no desporto. O comitê desportivo irá receber R$ 90 milhões de reais para serem aplicados no paradesporto e queremos que as pessoas tenham direitos fundamentais garantidos. Com isso o esporte precisa ser um caminho e um grande indutor de inclusão social”, destacou o ministro. 

Reinaldo Azambuja (PSDB) também firmou a ocasião como sendo uma ferramenta de inclusão social aos portadores de deficiência. “Essa e uma oportunidade de conciliar trabalho com inclusão social entre os portadores e o mercado de trabalho. O desafio de todos os governos é permitir mais espaço para pessoas com deficiência e esperamos ampliar isso no estado”, disse o governador. 

O diretor-presidente da Funtrab, Wilton Acosta destacou as vagas disponíveis para pessoas com deficiência no mercado de trabalho. “As empresas estão disponibilizando no dia de hoje 300 vagas para pessoas com deficiência. Precisamos nos esforçar para que nosso governo possa ter a pessoa humana como prioridade e a fundação cumpre seu papel com a sociedade quando disponibiliza um dia como o de hoje para atender essa parcela da população”, afirma Acosta. 

“História de vida”
O educador físico, Luis Fernando de 30 anos, sofreu paralisia cerebral durante o parto e hoje é formado em educação física, mostrou em vídeo sua história de vida aos presentes, provando que as oportunidades podem mudar a vida de uma pessoa, mesmo portando alguma necessidade especial. “Mostrei um vídeo da minha vida não para fazer as pessoas chorarem e sim para que elas acreditem no potencial da pessoa com deficiência. Muitas coisas tem que ser melhoradas na questão da acessibilidade mas se o deficiente tiver aceitação da família e investir a chance de ter sucesso será ainda maior”, comentou Luis. 

“Aporte financeiro”
A secretária de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho e vice-governadora, Rose Modesto (PSDB) esteve presente e comentou que os convênios com as entidades sociais de apoio a portadores de deficiência foram ampliados no Estado. “Diante das dificuldades que temos passado estamos priorizando aquilo que não pode esperar, que é atender os portadores de deficiência. Ampliamos convênios com entidades sociais em quase todos os municípios e de 13 passou para 32 entidades com verba de auxilio de 6,5 milhões em recursos. Esse aporte é que vai dar mais desenvolvimento social no estado”, declarou Rose.

Programação da Tocha Olímpica 
Na programação constam atividades que serão realizadas até as 17h. Em função do evento, hoje o atendimento será somente às pessoas com deficiência ou que tenham cumprido o Programa de Reabilitação Profissional pelo INSS. O encontro com o ministro foi para discutir assuntos referentes ao planejamento da passagem da Tocha Olímpica “RIO 2016” em Mato Grosso do Sul. 
A chama olímpica será acesa na cidade de Olímpia (Grécia) e seguirá para o Brasil onde irá percorrer entre os meses de maio a agosto (2016) um total de 300 municípios. Em Mato Grosso do Sul, o revezamento da Tocha acontecerá nos municípios de Campo Grande, Sidrolândia, Maracaju, Rio Brilhante, Itaporã, Dourados, Ivinhema, Nova Andradina e Bataguassu.