30 de novembro de 2021
Campo Grande 31º 22º

FEMINICÍDIO | BRUTAL

Após matar a esposa e queimar casa por ciúmes, morre idoso de 76 anos

O suspeito foi preso em flagrante e permaneceu internado no hospital, sob escolta policial

A- A+

Morreu na Santa Casa de Campo Grande na noite de domingo, sendo confirmado nesta 2ª-feira (18.jan.21) Vicente Mendes, de 76 anos, 49 dias após matar a esposa, de 80 anos, Dulci da Silva Martinelli e atear fogo na casa onde viviam no Bairro Tarsila do Amaral, em Campo Grande. O homem teria cometido o crime devido a ciúmes da idosa.

O suspeito foi preso em flagrante e permaneceu internado no hospital, sob escolta policial até que, segundo o Hospital, teve uma parada cardiorrespiratória, no domingo (17.jan), sendo registrado o óbito nesta 2ª-feira. 

O suspeito ateou fogo na casa do número 370 da Rua Madre Santa no Bairro Tarsila do Amaral na manhã de 30 de novembro de 2020, matando a esposa, avó, e bisavó, de forma brutal. 

Segundo investigadores da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), o marido foi preso na casa, ele estava numa edícula no fundo, segurado em botijão e inalou muita fumaça, por isso foi levado ao hospital. No imóvel, após o incêndio, o corpo da vítima foi encontrado numa cama, além de uma faca suja de sangue, o que segundo a polícia indica que a vítima teria sido esfaqueada antes de o imóvel queimar.

A vítima, em outubro, teria feito uma denúncia na Deam contra o marido e estava com medida protetiva, mas acabou voltando para casa e retirando a queixa. A suspeita, de familiares é que a vítima tenha sido morta horas antes de o suspeito atear fogo, que teria sido provocado a partir de vários pontos do imóvel. 

A Polícia Civil concluiu o inquérito que apurava a morte da aposentada há 10 dias. O idoso foi indiciado pelo feminicídio e pelo incêndio.De acordo com o Corpo de bombeiros, foram usados cerca de 2 mil litros de água e 4 viaturas para conter o avanço do fogo.