16 de abril de 2024
Campo Grande 24ºC

JUSTIÇA

Chefão do narcotráfico é condenado a 59 de prisão em MS

A Justiça Federal de Campo Grande condenou Gerson Palermo por comandar quadrilha e lavagem de dinheiro

A- A+

Gerson Palermo, o ‘chefão do tráfico’, foi condenado a 59 anos de prisão, pelo juiz da 3ª Vara Federal de Campo Grande, Bruno Cezar da Cunha.

Palermo foi preso na Operação All In, acusado de comandar quadrilha de tráfico de cocaína, no Brasil e no exterior, além de ser suspeito de lavagem de dinheiro. 

O condenado perde na decisão vários patrimônios, entre aeronaves, 14 caminhões e um aeródromo no município de Corumbá, na fronteira com a Bolívia, lugar por entre a cocaína vendida no Brasil. 

Segundo a decisão, Palermo atua no crime desde 1991, trabalhando como piloto do crime tentou no ano de 2000 o sequestro de um Boeing da Vasp.

De acordo com os investigadores, além de MS o grupo criminoso comandado por ele tinha base no estado do Paraná. Eles foram investigados durante um ano, de 2016 até 2017. Em março de 2017, a Polícia Federal deflagrou a All In, que resultou na prisão de Palermo. O patrimônio da quadrilha à época estava na casa dos R$ 7,5 milhões.