25 de junho de 2021
Campo Grande 30º 19º

Mulher tem caminhonete roubada e é feita de refém por 4 horas

O início da ação foi na região do Carandá Bosque. A mulher foi feita de refém e levada para oo Córrego Lageado

A- A+

No início da madrugada de hoje, por volta das 00h10, Nathalia Velasquez Maksoud, 27, foi mantida refém, por aproximadamente 4h, após ter sua caminhonete Hilux prata roubada na região do Carandá Bosque.

De acordo com o B.O (Boletim de Ocorrência), a mulher estava próxima a Avenida Vitorio Zeolla, em busca de uma farmácia, quando três homens, em um veículo de cor escura, fecharam o seu trajeto. Neste momento, um dos  homens, anunciou o roubo.

A mulher foi obrigada a passar para o banco de trás da caminhonete, e um dos homens assumiu o volante. Um segundo  homem ficou  juntamente a vítima, no banco de trás, apontando uma arma de fogo para ela.

Os homens circularam com a vítima por aproximadamente 40 minutos, e seguiram para um lugar identificado como Córrego Lageado, local em que ficaram por aproximadamente 4h. Neste momento, um dos homens permaneceu no local com Nathália e os outros dois saíram com o veículo.

Ainda conforme o boletim, os homens se comunicaram por telefone, e por diversas vezes falaram em “região de fronteira” e que “o sinal deveria ser dado para liberar a vítima”. Os homens voltaram ao local em busca do terceiro homem, e somente após se afastarem a mulher foi embora por  uma estrada de chão, momento em que passou um caminhão e então ela pediu ajuda.

Nathália foi deixada em um posto de gasolina, próximo ao aeroporto Santa Maria. Ela entrou em contato com um primo que foi busca-la.

Além dos documentos pessoais, do veículo e dos documentos do veículo, foi levada também uma carteira de bolsa, cédula de dinheiro nacional, joias, lamina de cheque, pasta executiva, relógio de pulso, telefone celular.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), Centro, como roubo majorado pela restrição de liberdade da vitima.