18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

VIOLÊNCIA | NOVA ALVORADA DO SUL

Pai de 17 anos tenta matar a filha de 2 meses asfixiada; mãe sabia das agressões

Mãe postou imagem de criança com fita na boca

Sob efeito de drogas e irritado com o choro de um neném, um adolescente de 17 anos foi apreendido após tentar matar o própria filha, de 2 meses, asfixiada. O caso aconteceu em Nova Alvorada do Sul, no interior de Mato Grosso do Sul, em 26 de novembro, porém o pai foi apreendido apenas nesta 4ª-feira (2.nov). A mãe, de 19 anos não teria socorrido o neném e acabou indiciada por omissão.  

Conforme a polícia, a menina foi internada na Santa Casa, em Campo Grande, na última 5ª-feira (26.nov). "No hospital os médicos suspeitaram da versão apresentada pela família, pois o bebê estava com uma lesão na nuca, fratura no crânio, que seria mais antiga, e ainda problemas no fígado. Eles comunicaram a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente (Depca) e, em seguida, o fato chegou ao nosso conhecimento", explicou ao G1 o delegado Rômulo Teixeira, responsável pelas investigações.

Na tarde de hoje, os policiais de Nova Alvorada do Sul cumpriram ordem judicial para internação provisório do adolescente. Ele permanece em uma cela da delegacia do município, aguardando vaga em uma Unidade Educacional de Internação (Unei).

MÃE OMISSA

A jovem de 19 anos, é apontada como comparsa em agrtessões em inquérito por tentativa de homicídio e tortura, a Polícia Civil teve acesso a uma imagem, que teria sido postada no perfil do WhatsApp da mãe, o qual a bebê está com uma fita isolante preta na boca e ela colocou a seguinte legenda: "Quando você deixa a filha com o pai".

O adolescente deverá responder pelos atos infracionais análogos aos crimes de tentativa de homicídio e tortura. "O MP [Ministério Público] agora deve entrar com pedido de destituição do poder familiar e acolhimento do bebê. Ao que consta, esta é a segunda vez que a bebê é internada e os médicos ainda apontaram traumas anteriores na cabeça", ressaltou o delegado.

*Com informações do G1.