27 de maio de 2024
Campo Grande 13ºC

ESTUPRO DE VULNERÁVEL

Pastor bolsonarista estuprava sobrinha adolescente em busca de "cura"

PM flagrou religioso estuprando a familiar num carro

A- A+

O Pastor bolsonarista Cidclay Cabral, de 49 anos, da Igreja evangélica Assembleia com Deus ministério de missões em Marechal Hermes (Bairro no Rio de Janeiro), foi preso em flagrante na madrugada da 3ª.feira (11.abr.23), por posse sexual mediante fraude ao ser flagrado estuprando a sobrinha de 14 anos, dentro de um carro em Vila Valqueire, na Zona Oeste do Rio.

Segundo a Polícia Militar, o veículo abordado estava parado atrás de um caminhão na Rua Baguari. O condutor tentou sair do local, mas foi alcançado. Dentro do carro, os agentes encontraram dois preservativos usados.

Segundo a denúncia, Cidclay argumentou que sentia dores no corpo e na alma e somente as relações sexuais com a sobrinha o ajudariam a curar.

Em suas redes o pastor postava com bastante frequência mensagens de apoi a Jair Bolsonaro (PL), sempre ancorado no moralismo. Ele também costumava atacar o atual presidente do Brasil.

Eis um dos posts:  

Em outras postagens o suspeito surge ao lado do extremista de direita bolsonarista, ex-prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella. Eis: 

Apesar de se vender nas redes e na igreja defensor da família, a sobrinha contou que o tio constantemente a levava para eventos religiosos sem a presença de seus responsáveis e que há cerca de 1 ano o tio começou a estuprá-la. Inicialmente, ele dizia que ela deveria transar com ele para "curar" dores que ele sentia em seu corpo. Posteriormente ele inventou um argumento de que o sexo lhe trazia benefícios espirituais.  

Conforme a PM, a descoberta desse caso ocorreu quando os PMs faziam um patrulhamento de rotina e, na Rua Baguari, viram um Prisma estacionado. O motorista, ao ver os policiais, tentou arrancar com o carro, mas logo em seguida foi alcançado. O pastor se identificou para os agentes, que viram a adolescente no banco do carona. Num primeiro momento, o pastor alegou que a menina era sua filha, mas foi desmentido pela vítima. Ela afirmou que o suspeito é seu tio, irmão de sua mãe e pastor da igreja que ela e sua família frequentam.

Após as declarações da vítima, o suspeito confessou que havia abusado da sobrinha momentos antes da abordagem dos PMs. 

O pastor seguiu para a 28ª DP depois foi levado para a 32ª DP (Jacarepaguá), onde ficou preso. Já a vítima foi ouvida na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá. Após a chegada de seus responsáveis, ela foi encaminhada para fazer exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML).