22 de maio de 2024
Campo Grande 24ºC

CAMPO GRANDE

Preso por estupro diz que menina falou ter 14 e não 12 anos

Menor estava conversando com o autor há 3 meses pelo Facebook

A- A+

Um ajudante de pedreiro de 23 anos que foi preso por estupro em Campo Grande (MS), alegou em depoimento, que só levou uma adolescente para sua casa porque ela havia dito que tinha 14 e não 12 (a idade real da menor). Entretanto, até mesmo na situação hipótética de 14 anos, ele seria indiciado por estupro. 

De acordo com o delegado Marcelo Damasceno, o rapaz contou que ele e a adolescente estavam conversando há três meses pelo Facebook. Durante a troca de mensagens no dia 25 de junho, a menina aceitou encontrar com ele. Segundo o rapaz, a garota garantia que tinha autorização da mãe, mas o único problema seria que ela teria que esperar os irmãos dormirem para poder sair de casa.

Por volta das 22h, o ajudante de pedreiro, mandou um motorista de aplicativo buscar a adolescente na casa dela, a menina fez o trajeto do Bairro Jardim Sayonara até o Bairro Mário Covas, onde fica a casa do autor. O rapaz confessou que os dois fizeram sexo, mas que só havia acontecido uma vez.

Damasceno, explicou que a família só conseguiu localizar a menina com ajuda da irmã dela, que sabia a senha do Facebook e assim tiveram acesso às mensagens que ela trocava com o rapaz.

Em seguida a polícia entrou em contato com o ajudante de pedreiro pedindo para ele ir até a unidade policial e levar a garota junto. Ele acabou preso por estupro de vulnerável e subtração de incapaz. 

*Com Campo Grande News.