22 de maio de 2024
Campo Grande 28ºC

ESCOLA PÚBLICA

Professor da Semed é preso acusado por estupro de 14 alunos

Crianças de 4 a 11 anos

A- A+

Um professor de inglês, de 36 anos, que lecionava numa escola municipal de Campo Grande (MS) ligado a Secretaria Municipal de Educação (Semed), foi preso nesta 4ª.feira (10.jan.23), pela  Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), na sua casa no Bairro Recanto das Paineiras, na Capital. Ele está sendo acusado de estupro a crianças de 4 a 11 anos, seus alunos. Ele fez 14 vítimas. 

Segundo a elegada da DEPCA, Anne Karine Trevisan, todas as crianças foram ouvidas em depoimento especial e confirmaram os abusos sexuais.  A pequenas narraram que o professor aproveitava os momentos em que as vítimas ficavam sozinhas com ele na sala de aula, ou quando iam levar atividades para ele corrigir e aproveitava para colocá-las em seu colo.

Por detrás da mesa, o professor passava a mão nos órgãos genitais, bumbum e coxas das crianças, sendo a maioria das vítimas do sexo masculino. "Os fatos eram reiterados pelo educador, que prometia balas e entregava seu celular para que as crianças pudessem usar a internet como forma de distraí-los", diz a polícia.  

Durante seu interrogatório o autor negou a prática de estupro de vulnerável. Ele confirmou que tinha hábito de beijar e abraçar seus alunos, mas, segundo ele, era apenas um gesto de carinho.

Durante a investigação policial o professor foi afastado de suas funções pela SEMED.

Ele foi identificado apenas pela iniciais: E. J. B.

Por detrás da mesa, o professor passava a mão nos órgãos genitais, bumbum e coxas das crianças, sendo a maioria do sexo masculino. Os fatos eram reiterados pelo educador, que prometia balas e entregava seu celular para que as crianças pudessem usar a internet como forma de distraí-los

Durante seu interrogatório o autor negou a prática de estupro de vulnerável. Ele confirmou que tinha hábito de beijar e abraçar seus alunos, mas, segundo ele, era apenas um gesto de carinho.