28 de fevereiro de 2024
Campo Grande 23ºC

BARBÁRIE | MANAUS (AM)

Victor matou Kariny grávida de 7 meses por não querer filho negro

Ele cobrava ela para abortar, mas a jovem não aceitou

A- A+

Victor de Souza Rocha, de 21 anos, foi preso pelo feminicídio de Kariny Sevalho Lima, de 19, que estava grávida de 7 meses. O corpo dela foi encontrado em 26 de maio de 2022, numa área de mata da Lagoa Azul, na Zona Norte de Manaus. Quando localizado, o corpo de Karine estava com rosto desfigurado, sinais agressões, torturas e marcas de perfuração, inclusive na barriga. 

Victor, no entanto, só foi preso na última 3ª feira (21.nov.23) na comunidade Monte Sinai, bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus (AM).

Segundo a polícia manauense, o criminoso confessou para amigos próximos que matou a jovem devido a mesma ser negra e ele não querer ter um filho negro.  

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) da Polícia Civil do Amazonas, antes de cometer o crime, o autor sugeriu que a namorada abortasse a criança. No entanto, ela não aceitou a medida.  

“Ela teria ido ao encontro de Victor, para informar que sua família tinha conhecimento de que ele seria o genitor do bebê e afirmar que não iria realizar o aborto. As investigações apontam que, neste momento, eles se desentenderam”, explicou o delegado.

A polícia concluiu que o feminicídio foi cometido com a prática do crime de racismo

QUEM FOI KARINY

Ténica em Estética, Kariny era evangélica, tocava violão e gostava de 'louvar' na Igreja pentecostal o dedo de Deus, que frequentava em Manaus. Um vídeo compartilhado pela familiar, Marah Rocha, mostra Kariny num momento religoso. Na legenda, publicada após a prisão de Victor, Marah deixa uma mensagem de despedida e pesar à Kariny. "Assim meu amor vamos seguir servindo ao nosso Deus, pq ele não esquece e no momento certo ele entra com a providência! Vivemos pela fé e nunca vamos desistir. Te amo minha estrelinha sempre te amarei (sic), escreveu. Veja o vídeo: 

A mãe de Kariny, Mara Sevalho de Oliveira, também deixou uma mensagem de despedida à filha na tarde de ontem (22.nov.23). "Quem tem o Espírito de Deus é ungido do Senhor. E quem se levanta contra o ungido do Senhor, seja ele rei ou governante, ainda que todos se juntem para tentar destruir o ungido de Deus, eles não vão prevalecer, porque quem defende é o Senhor a quem nós servimos..." Eu sou mãe! Confio no Senhor que já está fazendo a perfeita justiça. Kariny Sevalho Lima. Continuarei em jejum e oração. Para que meu Pai Deus faça sua vontade", escreveu. 

Em setembro de 2022, a mãe havia compartilhado um momento em que se lembrava do amor de Kariny pela música gospel desde a adolescência. "Lembro que com 9 aninhos começou tocar teclado, quando eu fechei os olhos e abri: você com 12 aninhos já estava tocando violão e cantando muito bem. Sempre serei sua fã filha. Tenho plena certeza que iremos cantar e tocar juntas novamente adorando o Rei dos reis o Senhor dos Senhores. Quando eu canto e toco violão sinto como se estivesse do meu lado dizendo: assim não mãe, é melhor assim vá por mim, mãe. A sua risada nunca esquecerei, contagiava igual o meu kkkk saudade sua, filha, que dor! Meu sorriso, muitos pensam que estou bem. Nossos sorrisos enganavam a todos. Só Deus sabe que sentimos", escreveu na legenda do vídeo abaixo: