13 de agosto de 2022
Campo Grande 30º 15º

VIOLÊNCIA | ESPORTE

Vídeos: torcidas entram em confronto e dois são baleados em Campo Grande

Diversos disparos para cima, briga de paus e pedras; times haviam se enfrentado ontem

A- A+

Supostas torcidas dos times Flamengo e Corinthians foram filmadas em confronto na noite da terça-feira (2.ago.22), na Avenida Ernesto Geisel, em Campo Grande (MS). Dois jovens foram baleados

Vídeos enviados ao MS Notícias mostram o momento das agressões e disparos (veja abaixo).

A confusão teria iniciado após o Flamengo derrotar o Corinthians por 2 a 0 no confronto de ida das quartas-de-final da Copa Libertadores da América, na Arena Itaquera, em São Paulo. Os times voltam a se enfrentar às 20h30 do dia 9 de agosto, no jogo de volta das quartas de final.  

O JOGO

No duelo de ontem, o primeiro gol da partida, marcado por Arrascaeta, gerou polêmica, já que antes do chute do uruguaio a bola bateu no braço de João Gomes.  

Entretanto, o árbitro argentino Patricio Loustau, que estava próximo da jogada, entendeu como movimento natural do volante e deixou seguir. O lance foi revisado pelo também argentino Germán Delfino na cabine do VAR, que concordou com a decisão de campo. 

 “Está em posição natural e vem de um companheiro. Não vi uma mão marcável”, diz Loustau. “Sim, para mim a mão está em posição natural. Faz um movimento natural do corpo. É uma posição natural, o corpo está em um movimento natural. E não é de iminência, porque quem faz o gol é outro jogador”, completou Delfino. 

 A decisão vai ao encontro da atualização ocorrida em março do ano passado pela International Board, órgão que determina as regras do futebol. “O jogador será punido por ampliar o espaço corporal de maneira antinatural somente quando a posição do seu braço/mão não for uma consequência do movimento do corpo desse jogador para aquela jogada”, divulgou a entidade em comunicado  

PÓS-JOGO EM CAMPO GRANDE 

A avenida onde ocorreram as agressões fica "entra as duas subsedes", das torcidas organizadas Pavilhão 9 e do Flamengo. A torcida do Corinthians estava indo até a sede da torcida organizada do Flamengo, "Raça Rubro-Negra", que fica na Rua Brilhante, a alguns metros do local onde as imagens foram gravadas. A sede da torcida corintiana fica na Salgado Filho.

Ao verem os torcedores corintianos se aproximando, os torcedores rubro-negros interceptaram o grupo  para impedir a chegada deles a sede "Raça Rubro-Negra", segundo eles, porque haviam crianças e mulheres na sede flamenguista.  

Após as duas torcidas se encontrarem na avenida, um dos torcedores do Pavilhão 9 deu cerca de 4 disparos para cima, o que fez com que os flamenguistas recuassem. Iniciou-se, então, um confronto físico generalizado. 

Um torcedor de 28 anos da Raça acabou sendo baleado na barriga e ficou para trás. Neste momento, enquanto a vítima cambaleava, os alvinegros o atingiram com chutes e pauladas. Os rubro-negros voltaram para resgatar o amigo, o que fez com que um corinthiano armado atirasse mais duas ou três vezes.

Neste momento, um outro torcedor flamenguista passava de carro no local parou, e os rubro-negros conseguiram colocar o homem baleado no veículo e o levaram para o hospital. A vítima precisou passar por uma cirurgia e está fora de risco, no pós-cirúrgico, consciente, orientado, respirando sem ajuda de aparelhos. Outro torcedor foi baleado na perna durante a confusão. 

Vale lembrar que em março deste ano, a mesma torcida Pavilhão 9 havia tentado fazer algo semelhante após o São Paulo eliminar o Corinthians no Campeonato Paulista, em confronto com a torcida Independente, que fica na Barão do Rio Branco. Nesta vez, a torcida Independente afastou os torcedores corintianos que portavam pedras e paus, mas não mostraram nenhuma arma de fogo.

VEJA OS VÍDEOS: