22 de maio de 2024
Campo Grande 28ºC

RACISMO

Ex-BBB Paulo André e filho de um ano sofrem ataques racistas: 'Macaco e sagui'

Peazinho em foto publicada no Instagram atleta expôs ataques na web

A- A+

Paulo André Camilo expôs na madrugada desta terça-feira (6) algumas mensagens racistas que recebeu nas redes sociais após a festa de um ano do filho, apelidado de Peazinho e fruto do relacionamento do atleta com Thays Andreata. "Nossa, ótima ideia [o tema] selva, porque já tinha o macaco e o sagui", escreveu um internauta, que não teve o nome divulgado pelo ex-BBB.

Antes de mostrar os ataques em uma publicação feita no Twitter, o velocista havia escrito: "Preto vencendo incomoda! Quem não é da cor fala que é maluquice".


"Vou apresentar um pouquinho do meu direct para vocês que estão dizendo que não é necessário", afirmou o participante do BBB 22 em outro post. Ele, então, exibiu prints de mensagens que recebeu recentemente no Instagram.


"Ridículo como o pai", respondeu uma pessoa, também não identificada, sobre a roupa usada por Peazinho na festa. Um outro internauta enviou emojis de bananas e macacos para o atleta.

Seguidores de Camilo se revoltaram e o incentivaram a denunciar os ataques. "Mete o processo, isso é crime. Apresenta queixa-crime. Eles vão puxar esses ridículos pelo IP, e eles vão ter que responder por isso!", afirmou Liz Godoi. "Tem que processar um por um. Internet não pode ser terra sem lei, não. Racismo é crime!", ressaltou Drica.

Paulo André já precisou ir à delegacia denunciar ataques racistas de fãs de Jade Picon, com quem teve um affair no reality show da Globo. "Não façam isso, são ataques pesados, tive que ir na delegacia assinar um negócio de racismo na internet. Eu não vou deixar passar. Quer me chamar de feio, beleza, racismo é uma coisa pesada", afirmou em entrevista ao PodDelas em julho.