19 de maio de 2024
Campo Grande 20ºC

CULTURA

Projeto Kzulo leva show "Memória e Identidade" por 3 cidades de MS

Com uma mistura de brasilidades e influência de latinidades, o show circulará por Dourados, Três Lagoas e Nova Andradina

A- A+

No coração do Mato Grosso do Sul, as cidades de Dourados, Três Lagoas e Nova Andradina recebem nos meses de abril e maio o show “Memória e Identidade”, do Projeto Kzulo, para celebrar a rica herança cultural da região e o poder da música fronteiriça. Dourados recebe o grupo no dia 8 de abril, Três Lagoas terá show e atividades do projeto no dia 22 de abril e em Nova Andradina acontece no dia 6 de maio.

Este projeto é desenvolvido pelo Projeto Kzulo e foi contemplado pelo FIC (Fundo de Investimentos Culturais), promovido pela FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul), por meio da Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania), do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

Com uma mistura de brasilidades e latinidades, a música do Projeto Kzulo tem uma sonoridade única, que emociona e encanta o público. O grupo, que é de Campo Grande, idealizou este projeto em fevereiro de 2021 e tem como objetivo descentralizar a produção cultural e propor uma interação entre atores e agentes socioculturais em cidades do interior do Estado. O show “Memória e Identidade” apresenta 12 músicas autorais.

Além do show, acontecerá encontros culturais com artistas locais. Em Dourados, a abertura do evento será por conta da rapper SoulRa; em Três lagoas, a cantora de samba Alba Lessa fará a apresentação de abertura; e em Nova Andradina, o músico Theagá, que mistura pop, reggae, indie e surf music. Também haverá vivências artísticas que envolvem a música em cada uma das cidades contempladas.

“A ideia do projeto surgiu por acreditarmos que poderíamos expandir a nossa vivência em Campo Grande para o interior. É uma forma de descentralizar o acesso à cultura, já que estamos ampliando as ideias e colaborando com artistas locais. Com as vivências artísticas cada integrante do Kzulo vai passar um pouco do seu conhecimento, com temas que vamos trabalhar, que vão desde a composição e ritmos de percussão até a gestão de projetos culturais”, detalha Ricardo Lourenço, contrabaixista do projeto Kzulo.

0AFF77A9 1D92 46D3 99D2 184CDAF7D35BProjeto Kzulo

Os artistas convidados de cada cidade ficaram muito contentes por terem sido chamados para participar do projeto. “Fiquei muito feliz em receber este convite, especialmente porque sou muito fã e admiradora do trabalho do Projeto Kzulo e por poder, de alguma forma, contribuir na circulação dos meus colegas aqui na minha cidade. Projetos de circulação são fundamentais para que os artistas adentrem cidades e públicos que não costumam acessar, afinal Mato Grosso do Sul é um território grande e diverso”, afirma SoulRa.

Alba Lessa destaca a importância de atividades culturais como essa, que diminui a distância entre o público e os artistas, além de contribuir cultural e socialmente com crianças, adolescentes, jovens e adultos por meio da música. “Cada letra de música toca cada pessoa de forma individual, então projetos que procuram unir arte e cultura musical, na tentativa de favorecer o intelectual, o emocional e o social das pessoas, devem ser mais habituais no Estado, já que através da música é possível trabalhar sensações, sentimentos e socialização”, reflete a cantora.

Já Theagá se sentiu honrado em ser o representante de sua cidade na abertura do show em Nova Andradina. “Sei o tamanho do Projeto Kzulo para o cenário artístico de MS e receber este convite foi uma honra, já que um projeto assim abre muitas portas, nos faz também ser referência e inspiração para muitas pessoas que querem começar na arte e produzir seus conteúdos”, comenta.

Ainda haverá a gravação de uma websérie musical, onde será mostrado making-off, depoimentos e entrevistas dos agentes locais. Trabalho esse que contará com o talento da cineasta Thauanny Maíra como produtora. Os produtores audiovisuais acompanharão as vivências artísticas em cada município para deixar o conteúdo ainda mais rico. Gravações alternativas das músicas autorais já lançadas e que estão presentes nos shows estarão presentes na websérie.

Em todo o projeto, a música é mais do que entretenimento: é uma forma de celebrar a herança cultural e mostrar a diversidade musical do Mato Grosso do Sul. “Queremos valorizar a galera que faz música no interior, ter essa troca de experiências, além de compartilhar com o público o que está rolando no Estado”, conclui Ricardo.

Serviço:

Projeto Kzulo - Memória e Identidade

Dourados - Em Dourados, o show acontece no dia 8 de abril, a partir das 19h, no espaço Casulo, localizado na rua Reinaldo Bianchi, 398, Parque Alvorada.

Três Lagoas – Em Três Lagoas, o show será no dia 22 de abril, a partir das 19h, na Kasa Matheus, que fica situada na Rua Maria Guilhermina Esteves, 996, Santa Terezinha.

Nova Andradina – Em Nova Andradina, o show será no dia 6 de maio, a partir das 19h, na Praça das Luzes, Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade, 1201-1291, centro do município.

Toda a programação é gratuita. Mais informações pelo Instagram @projetokzulo.

Divulgação 
Tags: Cultura, MS