MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS

quarta, 13 de novembro de 2019

NEGLIGÊNCIA?

Pai acusa 'estagiários' de quebrarem o braço da filha durante parto: 'Saiu roxa'

Pai afirma que o obstetra só chegou depois que as médicas residentes estavam tentando retirar a bebê. Hospital afirma que o parto foi acompanhado por médicos e equipe de enfermagem.

Por: Liliane Souza, G1 Santos13/08/2019 às 11:41
ComentarCompartilhar
Bebê tem braço quebrado durante parto feito por residentes no Hospital de Cubatão, SPBebê tem braço quebrado durante parto feito por residentes no Hospital de Cubatão, SPFoto: Foto: Arquivo Pessoal

Uma bebê teve o braço direito quebrado durante parto no Hospital de Cubatão (SP). Em entrevista ao G1 nesta terça-feira (13), o pai da criança afirmou que o parto foi feito, inicialmente, por quatro residentes de medicina e que o obstetra só chegou depois que elas estavam tentando retirar a bebê.

"Eu via as 'estagiárias' puxando a minha filha com força porque ela não estava saindo. Elas ficaram de um lado para o outro. Nisso o médico entrou, depois de uns dois ou três minutos. Ele viu a estagiária puxando minha filha e falou: ‘gente, vocês não estão vendo que essa criança tem que sair? Por que não tiraram ainda?’", conta o montador de andaime Cristiano dos Santos Coutinho, de 32 anos, pai da pequena Bianca Valentina.

Ele diz que acompanhou todos os detalhes do parto e que a filha só foi retirada após a chegada do médico. O parto normal foi feito na tarde da última quarta-feira (7) e tanto a mãe como a bebê continuam internadas. "Ela saiu toda roxa e, se o médico não tivesse entrado naquela hora, minha filha não sairia com vida. O médico disse para elas [residentes] que a criança não poderia estar lá dentro ainda".

Cristiano diz que a família só foi informada de que a criança havia quebrado o braço dois dias após o parto. Agora, ela terá que passar por fisioterapia. "De três em três meses a bebê vai ter que fazer fisioterapia. Vou ver minha filha crescer com o braço quebrado. E pode ficar com sequelas", lamenta.

O pai da criança foi até o 1º Distrito Policial de Cubatão e o caso foi registrado como lesão corporal culposa. Procurada pelo G1, a Fundação São Francisco Xavier, responsável pela gestão do hospital, afirmou que o parto foi acompanhado pela equipe especializada de plantão, incluindo médico ginecologista/obstetra, pediatra e médicos residentes de ginecologia e pediatria, além de enfermeira obstetra e técnico de enfermagem.

"Por conta do sigilo médico, informações referente à paciente e ao recém-nascido são repassadas somente à família. Ressaltamos que o recém-nascido passa bem e está recebendo toda a assistência necessária, sendo acompanhado pela nossa equipe multidisciplinar", afirma, em nota.

Outro caso

O pai de outra bebê que nasceu no Hospital de Cubatão diz que a filha perdeu o movimento do braço direito após lesão durante o parto, no último dia 4 de julho. O ajudante de serviços gerais Anthony Péricles Silva Moura, de 17 anos, conta que tentou registrar um boletim de ocorrência em Cubatão, mas o delegado de plantão afirmou que não poderia fazer.

Segundo ele, a esposa foi pressionada pela enfermeira, que teria dito para ela "se apressar" porque estava quase na hora de ela ir embora e a médica não teria a mesma paciência. "Não tinha como ela já estar na barriga assim. Todas as ultrassonografias mostraram ela com movimento dos braços".

Lorena Vitória nasceu às 5h05 de parto normal. O pai da criança diz que na noite do mesmo dia os médicos contaram que ela não tinha movimento no braço direito. A criança tem feito sessões de fisioterapia e segue em recuperação. "Ela está do mesmo jeito. Só mexe a mão", conta.

Sobre esse caso, a Fundação São Francisco Xavier afirma que a recém-nascida recebeu toda a assistência necessária durante a internação hospitalar, sendo acompanhada por equipe multidisciplinar.

"Após a alta hospitalar, ela vem recebendo assistência do médico especializado do Hospital de Cubatão, além de ter sido encaminhada para atendimento ambulatorial no município de residência", afirma, em nota.

Deixe seu Comentário

TV MS

30 de outubro de 2019
Árvores plantadas na nova 14 de Julho darão frescor ao Centro

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MSRua Rodolfo Andrade Pinho, 634
CEP 79090.050 - Vila Taveirópolis
Campo Grande/MS
 (67) 99150.1270
Editorias
Institucional
Mídias Sociais
© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma