01 de outubro de 2020
Campo Grande 41º 24º

Costa Rica vira no fim e bate Aquidauanense fora de casa

Aquidauanense e Costa Rica jogaram na noite desta quarta-feira no Estádio Noroeste a partida que fechou a primeira rodada do Campeonato Estadual. Mais experiente, o Costa Rica começou perdendo, mas buscou a virada e começou a competição com vitória na casa do adversário, para desespero dos mais de 920 torcedores que acompanharam o jogo, com renda de quase sete mil e quinhentos reais. O resultado deixa o Costa Rica entre os primeiros do Grupo A com três pontos, enquanto o Azulão espera a próxima rodada para buscar os primeiros pontos.

Empurrado pela torcida, ainda empolgada pela campanha do Sub-19 na Copa São Paulo, o Aquidauanense perdeu a primeira chance logo aos quatro minutos com Léo, que invadiu a área, mas bateu sem direção. Cinco minutos depois, foi a vez do atacante Yuri, após jogada de Léo, não marcar. O Costa Rica assustou a torcida local apenas aos 35 minutos em cobrança de falta de Buiu que o goleiro Bernardo defendeu em dois tempos. Aos 42 minutos, jogada pela direita que Léo cruzou, a bola bateu no braço do zagueiro Andresson e o árbitro Augusto Domingos Ortega marcou pênalti, gerando muita reclamação dos jogadores do Costa Rica, dentro e fora de campo. Yuri foi para a cobrança e não deu chances para o goleiro Ricardo, abrindo o placar, que seguiu até o fim da etapa inicial.

Na volta do intervalo, o Costa Rica veio mais ofensivo. Logo aos dois minutos, Nino recebeu na área mas, desequilibrado, bateu para fora. Em seguida, Buiú arriscou de fora da área e Bernard, bem colocado, defendeu. Apesar de voltar melhor, a Cobra do Norte igualou o placar apenas aos 23 minutos. Fagner cobrou falta na área, a bola desviou na zaga e tirou Bernardo da jogada, que nada pôde fazer. Depois do gol, o time da casa ainda tentou pressionar o adversário, mas sem organização pouco fez. Para piorar, quando a torcida já deixava as arquibancadas conformada com o empate, o pior aconteceu. Aos 45, a bola foi lançada na área, o sistema defensivo do Aquidauanense parou e a bola sobrou para Nino que teve tempo para virar e tocar na saida de Bernardo, marcando o gol que definiu o jogo.

Para o técnico Serginho Índio, do Costa Rica, a conversa no intervalo foi fundamental para a vitória. “Nao fizemos um bom primeiro tempo, mas nos segundo mudamos o sistema e melhoramos muito, com mais posse de bola. Os jogadores estão de parabéns pela entrega”, elogiou. Do outro lado, Mauro Marino lamentou o gol no fim do jogo. “O resultado mais justo seria o empate, mas tomamos um gol no final. Temos que ter paciência agora e buscar a recuperação”, afirmou.

Os dois times voltam à campo na segunda rodada, neste domingo (26), às 16h. O Aquidauanense busca a recuperação no Estádio Loucão, contra o estreante Maracaju. Já o Costa Rica recebe o Cene no Estádio Laertão, liberado nesta terça-feira pelo TJD-MS.

Gazeta MS