23 de setembro de 2020
Campo Grande 31º 17º

SOLIDARIEDADE

Barbeiro corta de graça cabelo de desempregados e distribui currículos

A gentileza, solidariedade e empatia de um barbeiro brasileiro são de aquecer o coração. Hagá Di Souto, 46 anos, está cortando cabelos de pessoas desempregadas de graça para melhorar a autoestima delas e ajudá-las a ter uma apresentação melhor durante as entrevistas de emprego.

Depois, ele ainda ajuda a distribuir os currículos para amigos empresários e também posta nas redes sociais.

“A gente tem que ajudar, ainda que a gente seja só uma gotinha, porque é ela que faz levar o rio adiante”, disse Hagá Di Souto em entrevista ao SóNotíciaBoa.

NO BRASIL

O barbeiro está morando em Portugal há 2 anos, onde tem um salão na cidade do Porto, mas voltou ao Brasil há 3 meses para fazer uma cirurgia no joelho – da qual ainda se recupera.

Hagá já teve uma barbearia, no Guará, no Distrito Federal, quando morava no Brasil. “Ela tinha conceito retrô, fazia ações cultural e na época ficou conhecida como barbearia cultural”, contou.

Quando chegou em Brasília, este ano, o cabeleireiro ficou impressionado com o desemprego e a situação das pessoas, por isso decidiu usar o que sabe fazer de melhor para ajudar.

A IDEIA 

Ele lançou a boa ação dos desempregados na semana passada nas redes sociais e está impressionado com o retorno que teve.

“Na quinta-feira veio um monte de gente ligando, não consegui responder a todo mundo. Já ligaram até de São Paulo perguntando se podem copiar a ideia. Eu disse que sim, claro. Ideia boa é para ser copiada”, afirmou o barbeiro ao SóNotíciaBoa.

ATENDIMENTOS 

Hagá Di Souto está atendendo as pessoas que o procuram no salão de uma amiga, o Tati Cabeleireiros, que fica na Rua 5, lote 12 – no Polo de Modas, no Guará-II –  a 25 km de Brasília.

Ele afirmou que, a partir de agora, devido à grande procura, vai se organizar e tirar toda segunda-feira apenas para cortar os cabelos das pessoas desempregadas, que o procurarem com um currículo na mão.

“Pretendo atender de 15 a 20 pessoas cada segunda, enquanto eu ficar no Brasil. Isso deve acontecer até março ou abril do ano que vem, quando devo me recuperar do joelho e voltar para Portugal”, afirmou.

CURRÍCULOS 

Depois do corte, Hagá se compromete a entregar o currículo a amigos dele, empresários que terceirizam serviços para o governo.

Em seguida ele se compromete a postar os currículos das pessoas que atender nas redes sociais dele no Instagram e Facebook.