03 de dezembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

Coronavírus

Cidade chinesa impõe confinamento após surgimento de novos casos de coronavírus

Habitantes só poderão sair caso tenham feito testes da doença nas últimas 48h

Com o surgimento de novos casos do novo coronavírus, a cidade de Jilin, situada no nordeste da China, resolver impor novamente o confinamento parcial seus habitantes. O medo é que possa ter uma segunda onda da epidemia da doença no país, local onde surgiu o Covid-19 no final do ano passado.

A China voltou a ter uma vida normal após o encerramento da quarentena em Wuhan, no centro do país, no dia 8 de abril. Desde então, a situação se estabilizou, embora ainda alguns lugares continuem aplicando medidas para a prevenção e evitando uma nova disparada de casos.

Na fronteira com a Coreia do Norte, na vasta comuna de Jilin, o transporte público foi suspenso nesta quarta-feira (13) e as pessoas foram restringidas de sair, ao menos que tenham feito testes para a doença nos últimos dois dias. Locais como escolas, estabelecimentos públicos e parques ficarão fechados até segunda ordem.

A situação “é extremamente séria e complicada”, reconheceu um vice-prefeito de Jilin, que se referiu hoje a “um risco de maior disseminação” do coronavírus.