26 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

COMPARAÇÃO

Dengue, H1N1 e Sarampo mataram 1.539 pessoas em 1 ano; em 43 dias Covid-19 mata 1.223

A doença devasta famílias por todo o mundo. Algumas autoridades subestimam a letalidade

A doença causada pelo novo coronavírus, a Covid-19, já matou em 43 dias, mais do que a dengue, H1N1 e sarampo mataram ao longo de todo o ano de 2019. Segundo o Boletim do Ministério da Saúde, são agora mais de 1,2 mil óbitos provocados pelo vírus que chegou no país no final de fevereiro.   

Ao longo de todo o ano passado, a dengue, que é endêmica no Brasil, provocou 728 mortes.  O H1N1, vírus que causa um dos tipos de gripe, vitimou 796 pessoas, e sarampo matou 15 pessoas.  Unidas as três provocadoras de mortes, causaram 1.539 mortes, número que já está próximo de ser alcançado pelos óbitos provocados pela Covid-19. 

No Brasil, um quarto dos mortos por coronavírus está fora dos grupos de risco. O presidente Jair Bolsonaro, disse, numa entrevista concedida à TV Record em março, que a quantidade de óbitos por Covid-19 em 2020 não alcançaria a quantidade de mortes causadas por H1N1 em 2019. "A previsão é não chegar aí a essa quantidade de óbitos no tocante ao coronavírus", afirmou o presidente no dia 22 de março.

Na ocasião, Bolsonaro também disse que o povo estava sendo enganado por governadores e pela imprensa. "Você não me vê atacando nenhum governador, eles é que me atacam constantemente, fogem de sua responsabilidade e atacam o governo federal. Brevemente, o povo saberá que foram enganados por esses governadores e por grande parte da mídia nesta questão do coronavírus", disse Bolsonaro na entrevista.  

O vírus também se tornou mais letal no Brasil, após alguns pronunciamentos do presidente contraria seu próprio ministério da Saúde e orientando o povo a voltar a "normalidade", em favor da economia.