03 de maro de 2021
São Paulo 39º 24º

Situação de servidores

Deputados criam comissão para tratar situação de servidores

Parlamentares vão mediar negociação de reajuste salarial

Uma comissão composta pelos deputados estaduais foi criada às pressas na sessão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul desta quinta-feira (25) para conter uma possível paralisação dos servidores. Com o plenário lotado, o integrante do Fórum dos Servidores, Ricardo Bueno, usou a tribuna protestar sobre a atitude do Executivo de retirar o abono de R$ 200 de cerca de 30 mil servidores. 

Durante o seu discurso, Bueno declarou que caso não fosse criada uma comissão para negociação entre a administração estadual e os servidores, os manifestantes não iriam sair da casa de leis e na terça-feira (30) iriam para a frente da governadoria, assim como a ALMS, localizada no Parque dos Poderes. 

Na tentativa de evitar uma paralisação, os deputados votaram em plenário os integrantes da reunião e em menos de 20 minutos estava criada. Vão participar da frente de negociação os deputados Lídio Lopes (Patriotas), Cabo Almi (PT), Gerson Claro (PP), Capitão Contar (PSL), Rinaldo Modesto (PSDB) e o líder do governo Barbosinha (DEM). 
 
Após a sessão os deputados se reuniram com a comissão que representa o Fórum dos Servidores e ficou definido que na tarde desta quinta-feira os parlamentares iam tentar uma agenda no Governo do Estado para tentar ampliar por dois meses o pagamento do abono salarial que foi extinguido no dia 31 de março deste ano conforme a lei 5.173 de 2018. 
 
“Ficou definido que até segunda-feira tem um retorno. Se não tiver uma solução dessa situação do abono na terça-feira iremos para frente da governadoria. Os deputados fizeram uma proposta que seria a garantia do diálogo. Ele vão verificar a possibilidade de incorporação ou a extinção do abono. A proposta é a manutenção por dois meses para que discuta a manutenção ou não”, declarou André Santiago, integrante da comissão e presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários.

Também fazem parte da comissão dos servidores o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul, Giancarlo Miranda; o subtenente Ramos, diretor de relações institucionais da Associação dos Militares Estaduais; Jacilene Ferreira, representando o Sindicato dos Servidores de Apoio à Administração Fazendária do MS; Wilds Ovando representando a Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul e o presidente do Sindicato dos Trabalhos em Seguridade Social, Ricardo Bueno.