26 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

Sítio de Atibaia

Fachin mantém julgamento de recurso de Lula no caso do Sítio de Atibaia

Defesa pede que sessão seja adiada por conta de recursos em outras cortes

Ministro Edson Fachin, do STF, manteve a data do julgamento em segunda instância do ex-presidente Lula, no caso que ficou conhecido como o Sítio de Atibaia. Na primeira instância, o petista foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão.

A defesa de Lula quer que o julgamento seja suspenso, já que existem recursos pendentes de julgamento em outras cortes, como o STJ e STF. Na visão dos defensores, não há sentido em fazer esse julgamento sendo que o das outras cortes poderia anular essa decisão.

Com a decisão de Fachin, a sessão no TRF-4 fica marcada para a quarta-feira (27), em Porto Alegre (RS).

Lula foi solto no dia 8 de novembro após ter ficado preso um ano e sete meses em função de outra condenação, envolvendo o tríplex do Guarujá (SP). Após recurso apresentado ao STJ, a pena final ficou em 8 anos e 10 meses. O ex-presidente deixou a prisão após o Supremo anular o entendimento que permitia a prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.