06 de maio de 2021
Campo Grande 25º 16º

RIO MIRANDA | INTERIOR

Genro de Mara Caseiro, Thiago pilotava barco que matou Carlos 

Atualmente o suspeito do homicídio ocupa cargo na Casa Civil

A- A+

A polícia confirmou hoje (2. maio) que é  Nivaldo Thiago Filho de Souza, o genro da deputada estadual Mara Caseiro (PSDB), que pilotava embriagado o lancha que atingiu um outro barco no Rio Miranda e matou Carlos Américo Duarte, de 59 anos e deixou outras duas pessoas feridas, uma delas está em estado grave no hospital de Miranda.  O acidente aconteceu ontem.  

Apesar dos esforços para manter a identidade do suspeito sob sigilo, acabou sendo revelado que Thiago (como é mais conhecido) estava com a filha de Mara no barco quando embriagado entrou em alta velocidade na curva do Rio Miranda na tarde de ontem, matando Carlos na hora.   

Ele é alçado à cargos comissionados há mais de uma década em escalões de governos. Atualmente ocupa cargo na Casa Civil.

Segundo testemunhas, Thiago tentou fugir, mas acabou localizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em uma camionete Hilux na BR-262, com a mulher e os filhos, que também estavam na embarcação no momento do acidente.

De acordo com o relato do filho da vítima, após a colisão, Thiago teria jogado garrafas de bebidas no rio e fugiu em alta velocidade, fato que foi comprovado por uma testemunha. Porém, danificada, a embarcação teria começado a afundar, momento em que o suspeito e a família abandonaram o barco e teriam recorrido à caminhonete na tentativa de evadir-se, sendo pego na sequência.  

Thiago prestou depoimento e foi solto. No local, testemunhas afirmam que ele estaria embriagado. O rapaz não quis fazer o teste do bafômetro e apesar de ter matado Carlos foi liberado.  

Ele responderá por homicídio culposo e também por duas lesões corporais culposas. O caso foi colocado em segredo de Justiça.