30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

Tráfico

Jovem é preso em flagrante ao vender cocaína pelo WhatsApp e atuar em disque-entrega por tabacarias

Suspeito afirmou que vendia o ilícito para "sustentar o vício". Namorada dele contou que sabia do crime, porém "não tinha muito o que fazer".

Suspeito afirmou que vendia o ilícito para "sustentar o vício". Namorada dele contou que sabia do crime, porém "não tinha muito o que fazer".
Um jovem de 24 anos foi preso em flagrante por tráfico de drogas nesta segunda-feira (18), na rua Dona Paula Mariana, Vila Silvia Regina, em Campo Grande. Os policiais da Força Tática faziam rondas quando abordaram o suspeito em uma motocicleta, sendo que ele estava com porções do cocaína no bolso.

Ao ser questionado, ainda conforme o registro policial, o jovem confessou o crime e disse também ser usuário. Ele ainda explicou que vendia o ilícito por meio do aplicativo WhatsApp e também realizava o serviço de disque-entrega em tabacarias da cidade.

Na carteira dele foram apreendidos R$ 174. Na sequência, os policiais também encaminharam para investigação o aparelho celular do suspeito. A equipe ainda fez vistorias em um endereço repassado pelo jovem, no qual os policiais encontraram tesouras, balanças de precisão, prato e cartões de crédito com resquício de droga, entre outros objetos.

A namorada dele também foi encontrada neste local, na Vila Popular. Ela contou que sabia do crime mas, "não tinha muito o que fazer". O homem também falou que compra de R$ 30 a R$ 50 de cocaína, consome metade e a outra usa para "sustentar o vício".

A droga foi encaminhada para a Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico (Denar) e a motocicleta para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro, onde a ocorrência foi registrada. A pena para o tráfico de drogas varia de 5 a 15 anos de reclusão.