30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

PCC

Polícia investiga morte de preso encontrado enforcado em raio do PCC

Condenado por tráfico, Sidnei Francisco da Silva, 47, foi encontrado morto em cela onde estavam outros 18 internos

Mais um preso foi encontrado morto na PED (Penitenciária Estadual de Dourados), presídio mais superlotado de Mato Grosso do Sul que abriga pelo menos 2.500 internos. Condenado por tráfico de drogas, Sidnei Francisco da Silva, 47, morreu enforcado na cela 36 do raio II, onde ficam presos da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

De acordo com ocorrência registrada na 2ª Delegacia de Polícia Civil, outros 18 presos estavam na cela. Por volta de 7h, os detentos chamaram os agentes penitenciários para falar que Sidnei tinha cometido suicídio.

Quando a equipe chefiada pelo delegado Francis Flávio Tadano Araújo chegou ao local encontrou o preso enforcado por corda artesanal amarrada na grade. A perícia não constatou lesões aparentes.

O delegado solicitou exame papiloscópico, já que a ficha disciplinar apresentava dados inconsistentes. Alguns detalhes, como o RG, CPF e data de nascimento não eram os mesmos indicados na ficha do preso.

Em nota, a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) informou que apura as circunstâncias da morte. Segundo a agência, Sidnei cumpria pena por tráfico desde 27 de maio deste ano na Penitenciária Estadual de Dourados.