21 de outubro de 2021
Campo Grande 31º 17º

INTERNACIONAL | RÚSSIA

Vídeo: estudante armado mata seis colegas em universidade; 28 ficam feridos

Ataque foi feito em campus universitário de Perm, e alguns alunos se machucaram ao saltar, em fuga, pelas janelas

Na Rússia, um estudante abriu fogo contra outros alunos em um campus universitário de Perm, na região dos Urais, na manhã desta segunda-feira (20.set.2021). Ao menos seis pessoas morreram e 28 ficaram feridas.  

Segundo informações do Comitê de Investigação Russo, o atirador foi detido. Das 28 pessoas feridas, a maioria foi atingida por disparos, enquanto outras se machucaram em quedas, ao tentar escapar do atirador pelas janelas da instituição, conforme informações do Ministério da Saúde local, divulgadas pela agência de notícias estatal TASS. 

O autor do ataque foi identificado como um estudante, de 18 anos, que foi preso e ficou ferido depois de resistir à abordagem policial.

O fato aconteceu por volta das 11h local - 03h, pelo horário de Brasília. Uma gravação feita de uma janela mostra o atirador, caminhando em direção à entrada do prédio.

A informação é de que ele teria disparado ainda contra transeuntes antes de se dirigir para a faculdade.

Porta-voz de Vladimir Putin, Dmitry Peskov disse a repórteres que: O presidente expressa condolências sinceras aos que perderam familiares e entes queridos como resultado deste incidente. 

HISTÓRICO

Na Rússia, por sua legislação rigorosa de controle de armas, tiroteios em escolas ou universidades eram considerados raros, mas que têm aumentado nos últimos anos. O último dessa natureza aconteceu em 11 de maio deste ano, segundo informações da Agência Folhapress. 

Na ocasião, um jovem de 19 anos abriu fogo contra uma escola de Kazan (sudoeste) e matou nove pessoas. Putin, que denuncia esses crimes como um "fenômeno importado dos Estado Unidos e um efeito perversos da globalização", no mesmo dia ordenou uma revisão das normas sobre o porte de armas, já que esse jovem em questão possuía permissão para o uso de uma arma semiautomática.

Há quase três anos, um estudante matou 19 pessoas, em outubro de 2018, antes de cometer suicídio em um instituto de Kerch, uma cidade da península ucraniana da Crimeia, que a Rússia anexou em 2014. 

Segundo agência de notícias, as autoridades locais apontam que dezenas de planos de ataques contra centros de ensino, normalmente por parte de adolescentes, foram desmantelados nos últimos anos. 

Como exemplo, as forças de segurança prenderam, em fevereiro de 2020, dois jovens de nacionalidade russa nascidos em 2005 (com 15 anos na época). Ambos eram muito ativos em fóruns virtuais com a apologia do assassinato e do suicídio. 

Os investigadores apontaram ainda que os dois jovens tinham planos de atacar um centro de ensino em Saratov (sudoeste), às margens do Volga.

Garotada brasileira leva tênis 3 vezes ao pódio no Pan-Americano Sub-11 e Sub-13
ESPORTES
há 3 horas

Garotada brasileira leva tênis 3 vezes ao pódio no Pan-Americano Sub-11 e Sub-13

Emoção pela perda do coronel Adib marca solenidade de entrega de medalha
Política
há 4 horas

Emoção pela perda do coronel Adib marca solenidade de entrega de medalha

Nova-iorquinos dançam de rosto colado novamente
INTERNACIONAL | DANÇA
há 4 horas

Nova-iorquinos dançam de rosto colado novamente

Bolsonaro e Progressistas: "A mais horrenda velha política", diz Lula
NACIONAL | ENTREVISTA
há 8 horas

Bolsonaro e Progressistas: "A mais horrenda velha política", diz Lula

PRF apreende 218 Kg de maconha de maconha em Naviraí (MS)
Polícia
há 9 horas

PRF apreende 218 Kg de maconha de maconha em Naviraí (MS)

Mato Grosso do Sul se mantém líder na exportação de tilápia no terceiro trimestre de 2021
Política
há 9 horas

Mato Grosso do Sul se mantém líder na exportação de tilápia no terceiro trimestre de 2021