22 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Começa campanha da associação comercial para conseguir 20 mil eleitores em Dourados

voto3 Foi dada a largada na manha desta quarta-feira a Campanha da ACED (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) para aumentar em mais de vinte novos eleitores no município como forma de valorização do voto local. A solenidade de lançamento ocorreu no auditório da entidade dentro da Roda Empresarial que acontece todas as quartas-feiras e foi aberta pelo empresário Antonio Nogueira presidente da ACED. Estavam presentes o vice-prefeito Odilon Azambuja (PMDB), os vereadores Virgínia Magrini, Idenor Machado, Elias Ishy, Sérgio Nogueira e Alan Guedes, além do juiz eleitoral Zaloar Zalor Murat Martins de Souza e o promotor eleitoral José Antonio Alencar. A campanha, segundo Antônio Nogueira, visa cadastrar os eleitores itinerantes para que mais gente possa exercer o direito de voto por Dourados. Nogueira explica que, com o crescimento do Município, a abertura de novos cursos nas Universidades locais e a criação de centenas de novos empregos, muita gente tem se transferido para Dourados, mas não promovem a transferência do domicílio eleitoral. “Ou seja, são pessoas que passam a viver aqui, são cidadãos da nossa cidade, mas deixaram de exercer o direito de voto na cidade onde moravam e também não votam aqui; alguns acham mais cômodo, e até mais barato por assim dizer, justificar a ausência do voto no dia da eleição”. Atualmente, segundo o TRE (Tribunal Regional Eleitoral), Dourados conta com 145.990 eleitores aptos ao voto. O prazo para alistamento eleitoral, ou pedidos de transferência de domicílio, em anos quando ocorrem eleições, é de 150 dias antes da data do pleito, ou seja, em 2014 esse procedimento poderá ser realizado até o dia 5 de maio. Estimativas dos próprios dirigentes municipais calculam que haja mais de 20 mil pessoas nessa condição, de moradores itinerantes, ou cursando alguma faculdade, ou mesmo trabalhando, ou ainda em algum projeto de pesquisa ou atividade empresarial, que hoje residem em Dourados, mas não participam da vida política do Município. Nicanor Coelho, de Dourados