27 de outubro de 2020
Campo Grande 28º 22º

Porto Murtinho conquista mais importantes investimentos

Três conquistas de alcance histórico para os murtinhenses foram consolidados esta semana pelo prefeito Heitor Miranda junto a parceiros de sua administração. Na segunda-feira, o prefeito sacramentou a dotação financeira para adquirir um ônibus que será destinado aos serviços sociais da Prefeitura.

A aquisição do micro-ônibus de 27 lugares vai custar R$ 218 mil, assegurados em emendas parlamentares dos deputados estaduais Paulo Corrêa, do PR (R$ 40 mil); Felipe Orro, do PDT, (R$ 40 mil); Lauro Davi, do Pros, (R$ 30 mil); e Amarildo Cruz, do PT (R$ 20 mil). O Município entra com uma contrapartida de R$ 88 mil.

Ainda no início da semana Heitor foi à superintendência regional da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para a assinatura do termo de doação, a Porto Murtinho, de uma balança para uso dos recicladores de lixo. Com a criação da Associação dos Catadores de Material reciclável, a balança será uma ferrament decisiva para agilizar e melhorar o serviço e a rentabilidade dos trabalhadores.

BASE AVANÇADA -  Resultados do Encontro Parcerias pelo Desenvolvimento Sustentável, realizado pela Prefeitura e Câmara de Vereadores em novembro, os primeiros convênios que vão ampliar a presença das universidades e estimular o conhecimento em Porto Murtinho foram concretizados. Nesta quinta-feira, 19, ao comemorar os 20 anos da Universidade Estadual (Uems), o reitor Fábio Edir dos Santos formalizou com Heitor Miranda o compromisso para instalação de uma unidade avançada de pesquisas no parque cachoeira do Apa e um curso de capacitação de prevenção e combate às drogas.

A festa da Uems aconteceu na Câmara dos Vereadores de Dourados. O deputado estadual Felipe Orro (PDT) e o intendente da colônia paraguaia de Carmelo Peralta, Mingo Duarte, também estavam presentes. A projeção é fazer com que a base avançada na Cachoeira seja estruturada para desenvolver pesquisas, formação em culturas regionais, como a Ictiologia e a Botânica, além de integrar o processo de fomento e assistência à agricultura familiar e atividades sustentáveis de geração de renda, como a criação de iscas vivas em cativeiro.

Edson Moraes, especial para Ms Notícias