20 de junho de 2021
Campo Grande 25º 13º

JUDICIÁRIO

AGORA: Narcotraficante "peixe grande" é extraditado para o Brasil

Homem teria vínculo com cartéis de droga na Colômbia e no Brasil 

A- A+

Hoje (5. maio) à tarde, em entrevista coletiva, o Ministro de Governo Boliviano Eduardo Del Castillo, anunciou  a determinação judicial de extradição do conhecido narcotraficante, o "peixe grande", Jesús Einar Lima Lobo, para o Brasil.

“Vou informar que há poucas horas recebemos ordem judicial para extraditar o conhecido narcotraficante e conhecido “peixe grande do narcotráfico” Jesús Einar Lima Lobo, à República Federativa do Brasil para cumprir sua pena pelo crime de Associação para o Tráfico Internacional de Drogas ”, afirmou a autoridade.

No anúncio o ministro acusou o governo Paraguai anterior de proteger narcotraficantes. 

No anúncio o ministro comentou que a extradição de “peixe grande” já havia sido autorizada pela justiça boliviana no final de 2019, mas não foi realizada "por decisão do regime de fato". Ele lembrou que, ao contrário, o narcotraficante acabou sendo beneficiado em 2020 com prisão domiciliar.

O ministro assegurou que o governo anterior “protegeu os grandes fuzis do narcotráfico” e mencionou que recebeu a informação de que, na ocasião, o ex-ministro de Governo Arturo Murillo havia intervindo para impedir a extradição de Lima Lobo.

O caso voltou à tona em 26 de abril, depois que o jornal Página Sete da Capital Lapaz, divulgou um documento emitido pela Interpol Bolívia em 7 de outubro de 2019 em que revelou que o advogado, familiares e o acusado de tráfico de drogas no Brasil declararam que $ 35.000 foram pagos ao diretor do departamental da Força Especial de Combate ao Crime (Felcc) de Santa Cruz, para evitar sua captura e extradição.