15 de agosto de 2020
Campo Grande 35º 22º

Começa hoje semana de prevenção ao câncer de boca

Diana Christie e Alan Diógenes

cancer-de-boca-620x411

O CRO (Conselho Regional de Odontologia) de Mato Grosso do Sul em parceria com a Secretaria Municipal Saúde Publica e o Departamento de Saúde Bucal promovem a partir de hoje a “semana de prevenção ao câncer de boca”. A solenidade de abertura acontece neste momento na Câmara Municipal de Campo Grande e conta com a participação de acadêmicos dos cursos de odontologia da Capital, além de profissionais e auxiliares da área.

O objetivo do evento é conscientizar a população da importância de se fazer visitas periódicas ao dentista, de seis em seis meses, e também alertar a sociedade dos perigos do câncer de boca, que costuma ser uma doença indolor, mas perigosa.

De acordo com o conselheiro do CRO, Silvano Silvestre, o dentista vai auxiliar o paciente ao fazer o tratamento dos dentes, inclusive olhando a língua e toda a região bucal para ver se há alguma lesão ocasionada. “Se for uma lesão que está aproximadamente há dez dias, o paciente é encaminhado para diagnostico mais preciso”, explica.

Ellen Giovanni, estolmatologista e especialista em lesões bucais, acha a campanha muito importante na conscientização a população. “Eu já atendi vários casos em que a pessoa chegou com estado avançado da doença porque desconhece os sintomas. As pessoas podem e devem fazer uma auto avaliação em casa”, relata.

A dentista Carolina Ciuva completa explicando que “a pessoa fazendo este auto exame conhece as lesões. Assim ela vai até o dentista que a ajuda a identificar o problema. O trabalho é interessante pois tem um apelo a todas unidades de Campo Grande que possuem odontologia”, finaliza.

A doença – Câncer de boca é uma doença que geralmente ocorre nos lábios (mais frequentemente no lábio inferior), dentro da boca, na parte posterior da garganta, nas amígdalas ou nas glândulas salivares. É mais comum em homens do que em mulheres e atinge principalmente pessoas com mais de 40 anos de idade.

De acordo com o Centro de Informações de Saúde Bucal da Colgate, o fumo combinado com o excesso de bebida alcóolica é um dos principais fatores de risco. Se não for detectado de maneira precoce, o câncer bucal pode exigir tratamentos que vão da cirurgia (para a sua remoção) à radioterapia ou quimioterapia.