23 de setembro de 2020
Campo Grande 32º 17º

CAMPO GRANDE

Prefeito diz que adotará medidas radicais e pode parar transporte coletivo

Marquinhos apelou a população: "Permaneçam nas suas casas, em nome de Jesus", disse emocionado

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), disse nessa quinta-feira (19.março) que adotará medidas radicais, tais como paralisar transporte coletivo caso as pessoas não cumpram a orientação de ficar em casa. A medida deve ser adotada para conter o crescimento acelerado nos números de infectados em Campo Grande. 

Trad fez apelo nas redes sociais, onde se mostrou impactado pelo caos causado pelo vírus e pediu aos campo-grandenses. “Permaneçam nas suas casas, é um período provisório, logo estaremos nas ruas e parques de novo, em nome de Jesus”. 

Quanto a paralisação do transporte coletivo, o prefeito argumentou que ainda muitas pessoas utilizam.  “Pode ser uma possibilidade sim paralisar os serviços de transporte coletivo, se o vírus começar a crescer vamos partir para o radicalismo possível, parando o transporte coletivo da cidade”, afirmou o gestor. 

A declaração de Marquinhos é em respostas a cobrança da sociedade civil, em relação as lotações em ônibus de Campo Grande. 

Mesmo reduzido, ainda circularam em ônibus, 47 mil passageiros. Usam transporte coletivo diariamente mais de 128 mil.  Com a paralisação das aulas nas unidades municipais o número caiu drasticamente, mas ainda são muitas pessoas, possíveis transmissores do vírus circulando. 

Marquinhos anunciou em vídeo nas redes sociais que será criado um Comitê de Enfrentamento ao vírus, onde ele comporá o comitê. E também anunciou o fechamento dos parquês público, além de determinar que bares, restaurantes e lanchonetes comportem apenas 30% de público e, atuem em sua grande maioria na modalidade de entregas. Academias também devem estar fechadas no período de quarentena, segundo o gestor. Veja o comunicado completo abaixo:  

VEJA O PEDIDO DO PREFEITO