28 de setembro de 2020
Campo Grande 34º 24º

Forças militares prendem cinco e apreendem 16,4 ton de drogas

Dezesseis toneladas e 400 quilos de maconha, mais 100 quilos de maconha, foram apreendidos durante a oitava edição da Operação Ágata, que o Exército Brasileiro, com apoio das polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar e ainda da Receita Federal, realiza desde o dia 10 deste nos e,45 quilômetros de fronteira dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. De acordo com informações do Comando Militar do Oeste (CMO), foram revistados 18.805 veículos, 11.209 pessoas e 893 embarcações foram inspecionadas. Cinco pessoas foram presas. Conforme o segundo balanço parcial, divulgado nesta segunda-feira (19), foram realizadas 203 patrulhas terrestres, 286 fluviais e seis reconhecimentos aéreos. Inicialmente, a operação, que envolve 4,2 mil militares do CMO (Comando Militar do Oeste), terminaria no dia 26 deste mês, mas o setor de comunicação social da Operação Ágata, avaliou que o reforço na fiscalização e segurança da fronteira pode se estender até a Copa do Mundo, que acontecerá de 12 de junho a 13 de julho deste ano no Brasil. Na operação, as vias fluviais, rotas alternativas da circulação das drogas nos estados, a Marinha vai ser responsável pelas ações nos rios Paraguai e Cuiabá, além de seus afluentes. São dez países sul-americanos que fazem fronteira com o Brasil, e as Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) mobilizam 30 mil militares para atuarem nos 1’.6886 quilômetros nas áreas lindeiras.

Perfil News