29 de maio de 2024
Campo Grande 14ºC

EX-PRESIDENTE

Bolsonaro dormia com um cilindro de oxigênio (vídeo)

Contraste: centenas de pessoas morreram sem oxigênio em Manaus

A- A+

Quando mandatário ocupante do Palácio do Alvorada, Jair Bolsonaro (PL), mantinha um cilindro de oxigênio ao lado de uma das camas na qual repousava. A primeira-dama Janja, esposa do atual presidente Lula (PT), mostrou o quarto principal da residência oficial, que era usado por Bolsonaro e Michelle. 

Jair Bolsonaro é negacionista e sempre deixou claro que não acreditava nos efeitos da Covid-19, entre eles, a falta de ar causada pela doença. Em lives, Bolsonaro imitou aos risos como as pessoas ficariam se não usasse hidroxicloroquina — fármaco sem eficácia contra Covid-19, mas que foi defendido como caminho para cura por Bolsonaro e seus radicais de extrema direita. 

A retórica de manter um cilindro de gás na residência oficial também contrasta com o momento em que Bolsonaro deixou centenas de pessoas morrerem sem oxigênio em Manaus, por não socorrer o Estado, com o aparato federal. Na época, Eduardo Pazuello chegou a revelar que Bolsonaro ordenou em uma reunião ministerial que nada era para ser feito. Isso resultou na morte de centenas de pessoas por insuficiência respiratória, um dos sintomas da Covid-19.  

O ESTRAGO 

Janja revelou o cenário na 5ª.feira (5.jan.23), denunciando o estado em que o Alvorada foi deixado pela família Bolsonaro. Ela mostrou à reportagem do GloboNews que há danos nos tapetes, janelas quebradas e obras de arte faltando na residência. Há estragos também na sala de estado, usada para reuniões, que está com assoalho solto e quadros danificados pelo sol.

Janja visitou o imóvel na 3ª.feira (3.jan.23) e disse que ela e Lula ficaram decepcionados com a falta de conservação. O Alvorada deve passar por reforma nos próximos dias, já que a condição em que o imóvel está atrasou a mudança do casal.