19 de maio de 2024
Campo Grande 20ºC

DESCOBERTAS

CGU confirma que Bolsonaro vacinou-se contra Covid-19

Ex-presidente nega que se vacinou, mas impôs sigilo; ex-ministro aponta "hacker"

A- A+

O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Vinicius Carvalho, afirmou na 6ª.feira (17.fev.23) à CNN que há registro no cartão de vacinação de que Jair Bolsonaro (PL) recebeu doses contra o vírus da Covid-19 em 19 de julho de 2021, em São Paulo. Na época, Marcelo Queiroga era Ministro da Saúde. Neste sábado (18.fev), o ex-ministro saiu em defesa do chefe, alegando que o registro pode ter sido inserido no sistema por hackers. 

Carvalho disse também que a CGU vai investigar se o cartão de Bolsonaro foi alterado para incluir a dose da vacina contra a doença ou não.  

Jair Bolsonaro segue negando até hoje que tenha se imunizado contra o vírus, isso porque ele usou o negacionismo às vacinas, como uma ferramenta de inflamar sua base radical de extrema direita. Apesar de alegar que não recebeu a vacina, Bolsonaro decretou sigilo ao próprio cartão de vacinação e qualquer informação sobre as doses de vacinas que ele possa ter recebido. A justificativa, na época, era que se tratava de informação privada.

Ao assumir a presidência, Lula (PT) determinou à CGU que analisasse todos os sigilos impostos pelo governo Bolsonaro. A intenção é que aqueles que estiverem em desacordo com a legislação sejam derrubados.

Um dos sigilos que a CGU analisa é justamente o imposto por Bolsonaro ao cartão de vacinação.