23 de junho de 2021
Campo Grande 30º 17º

Política

Cobertura Vacinal da Influenza A (H1N1) de Três Lagoas é de apenas de 12,3%

A- A+

Iniciada no dia 12 de abril a Campanha de Imunização contra a Influenza A (H1N1) em todo o território nacional atingiu apenas 12,3% de taxa de cobertura vacinal no município, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (6), pelo Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas.

A meta do município é vacinar 39.855 pessoas que fazem parte dos grupos prioritários que serão vacinados em três etapas até julho. Nesta 1º etapa da campanha, que encerra no dia 10 de maio (segunda-feira) a expectativa da SMS era aplicar 15.382 doses do imunizante, porém até o momento 4.908 pessoas compareceram nas unidades de saúde.

O grupo com menor procura por vacina é de gestantes, informou a coordenadora do Setor de Imunização Humberta Azambuja, que alerta: "Não é porque estamos vivenciando a Pandemia do Covid-19, que o vírus da Influenza A não estão circulando, ele circula sim. Quanto mais rápido se vacinar, mais rápido estará imune, pois o inverno está chegando". A coordenadora ressaltou que a gripe pode sim levar a complicações graves, hospitalização e até óbito, principalmente em gestantes, crianças e idosos.

Fazem parte da primeira etapa de vacinação: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (que ainda não completaram 6 anos); gestantes, puérperas (até 45 dias do parto) e por fim trabalhadores da saúde.

Conforme o cronograma do Governo do Estado, a segunda etapa da vacinação acontece dos dias 11 maio a 08 de junho, serão vacinados idoso com 60 anos e mais e professores. 

Já na terceira etapa da campanha, dos dias 09 de junho a 09 de julho, chega a vez dos grupos destinados a seguintes prioridades: Pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbanos e de longo percurso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema de privação de liberdade, forças armadas, população privada de liberdade, adolescentes e jovens em medida socioeducativa.

Não devem receber a vacina, pessoas com sintoma febril e quem foi imunizado em menos de 15 dias contra a Covid-19. A Campanha de Imunização contra a Influenza A (H1N1) segue nos postos de saúde, para receber a vacina basta procurar qualquer unidade de saúde do município portando documento de identificação.