12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Saúde

Começando por Coxim, Caravana traz Saúde ao atendimento médico do estado

Mais do que a realização de um evento bem organizado, a Caravana da Saúde do Governo do Estado conseguiu atingir seus objetivos e a população seu sonho de um bom atendimento.

A- A+

Foi lançada pelo governador Reinaldo Azambuja, a Caravana da Saúde, promessa de campanha que conseguiu ser realizada antes que se completassem os primeiros e emblemáticos Cem Dias de gestão.  Com a presença de autoridades representantes dos três poderes e formada por mais de 170 pessoas entre o pessoal de saúde, médicos das diversas especialidades e voluntários, além de serviços Judiciais, do Sistema S e  Detran entre outros, uma multidão aguardava desde por volta das 6 horas atendimento, que não tardou e foi elogiado por todos os que aguardavam, em alguns casos vários anos.

No Hospital Regional de Coxim, Veronice Aparecida Alves, de alta médica, aguardava apenas o transporte para sua residência. Após dois anos de espera, conseguiu a cirurgia de vesícula em questão de dias e elogiou o tratamento recebido por toda a equipe, desde o atendimento até o corpo médico.

Maria Jesuína, funcionária do hospital informou que a média de atendimentos é de 180 pessoas/dia, em três períodos e o número de internações diárias é cinco.

Na Caravana, por volta das 9 horas diversos pacientes já haviam passado pela cirurgia. Dona Genezi Alves Pimenta, de 87 anos, que aguardava a cirurgia de catarata há dois anos, hoje pode realizá-la. Segundo sua filha, Anita Pimenta Nogueira, ainda que Genezi sofra de glaucoma, a cirurgia vai proporcionar melhoria na qualidade de vida de sua mãe.

Outra paciente que aguardou a cirurgia por longos cinco anos, Dona Maria Soares, de 84 anos, estava feliz com a rapidez com que foi atendida a partir de uma primeira entrevista com os agentes de saúde, 15 dias, com a cirurgia que lhe restituiu a visão e com os óculos fornecidos a todos os pacientes pelo governo do Estado.

Foram também entregues cadeiras de rodas, em substituição a outras que estavam quebradas ou com defeitos. Madalena Ferreira da Silva, foi uma das contempladas e se disse surpresa, porque sequer havia solicitado. “O atendimento hoje foi mais que nota 100, eu digo que foi nota Mil”.

Foram feitos atendimentos médicos em várias especialidades, mas priorizando aquelas onde existe maior demanda reprimida: ginecologia, ortopedia e oftalmologia.