19 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Derrotado em 2012, PMDB quer distância de Giroto em 2016

Giroto compareceu à reunião do PMDB no último sábado

A- A+

A presença do Republicano Edson Giroto na reunião do PMDB, no último sábado, causou certa estranheza aos olhos dos presentes, já que o atual secretário-executivo o Ministério dos Transportes, se afastou do partido após perder as eleições para prefeito da Capital, pela sigla, em 2012.

A intenção de Giroto, ao comparecer à reunião,foi em autobenefício, já que o objetivo é ter o apoio do PMDB ano que vem, quando se candidatar a prefeito da Capital, questão já descartada pelos peemedebistas.

De acordo com o presidente do diretório regional da sigla, Júnior Mochi, em nenhum momento o PMDB analisou a hipótese de aproximação com Giroto, e que o objetivo do partido é lançar candidatura própria. “Queremos candidatura própria, temos bons nomes, como Marquinhos Trad, Paulo Siufi,  Antonietta Amorin, Carlos Marun”, citou como exemplo.

Girotto foi candidato em 2012 a prefeito da Capital pelo PMDB, mas perdeu para Alcides Bernal (PP). Após a derrota, Edson Giroto voltou ao Partido da República e este ano foi nomeado secretário-executivo o Ministério dos Transportes.