20 de abril de 2021
Campo Grande 32º 19º

Família de Delcídio se muda para Santa Catarina após prisão do senador

Conforme informações divulgadas pela Folhapressa, a família do senador Delcídio do Amaral (PT), preso desde dia 25 de novembro, se mudou para Santa Catarina.

A esposa de Delcídio e as duas filhas foram acompanhadas pelo irmão do senador, Ramão Amaral, que se responsabilizou pela mudança. O escritório do senador em Campo Grande também foi fechado. 

Delcídio foi preso com autorização do Supremo Tribunal Federal por ser suspeito de tentar atrapalhar investigações da Lava Jato. O Senador é investigado por tentar oferecer R$ 50 mil mensais à família de Nestor Cerveró na tentativa de evitar delação premiada do ex-diretor da Petrobras.

O senador também foi gravado em conversa com filho de Cerveró onde ele oferece rota de fuga para o ex-diretor. Delcídio nega, e diz que frase foi dita no intuito de confortar filho de Cerveró.

A relação profissional de Delcídio e Cerveró é estreita desde 1999, quando o petista era diretor da gás da Petrobras e Nestor era seu principal subordinado. Em um depoimentos que prestou à Polícia Federal, Cerveró contou que teria intermediado pagamento de propina de U$ 2 milhões que seriam destinados à campanha de Delcídio em 2006. 

O senador está preso no Batalhão de Trânsito da Polícia Militar em Brasília evai ter de enfrentar em 2016 processo na Comissão de Ética no Senado por quebra de decoro. 

Leia também

• Delcídio é transferido da sede da PF para Batalhão de Trânsito da Polícia Militar em Brasília

• Delcídio é notificado pelo Conselho de Ética e tem até fevereiro para apresentar defesa

• Em manifesto ao STF, Janot diz que Delcídio 'não mede as consequências para atingir fins ilícitos'