25 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 23º

Giroto, assim como Amorim, presta depoimento em menos de 30 minutos

Leia também

• 'Revoltado', advogado de defesa da Amorim considera prisão absurda

• Após ser preso, Giroto deixa presidência do PR e quem assume é Londres Machado

• Depoimento de João Amorim ao MPE durou menos de 30 minutos

O ex-secretário estadual de obras, Edson Giroto, chegou há cerca de 30 minutos no MPE (Ministério Público Estadual) para prestar depoimento.

Giroto chegou em uma viatura policial acompanhado do delegado titular do Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), Fábio Peró.

Conforme informações preliminares apuradas pelo MS Notícias, o veículo no qual Giroto chegou ao MPE deixou estacionamento do prédio há poucos minutos, porém não se sabe se o ex-deputado federal estava no veículo ou se ele permanece no prédio do MPE prestando depoimento.

Giroto foi preso na terça-feira (10) por ordem da Justiça de Mato Grosso do Sul após pedido do MPE que apura desvio de cerca de R$ 2.9 milhões de recursos públicos em contratos firmado entre governo estadual, quando Giroto era secretário, e Proteco Construções Ltda. Segundo apurou MPE, houve contratação para execução da obra na MS-228, o valor foi pago, porém serviço não foi executado. 

O ex-deputado federal conseguiu na noite de terça-feira (10) habeas corpus e foi solto, porém, medida foi revogada e na manhã de quinta-feira (12) ele foi preso novamente no Garras. Além de Giroto, também está preso dono da Proteco, João Amorim dos Santos, que está detido na Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico). O prazo da prisão temporária termina neste sábado (14).