18 de junho de 2021
Campo Grande 27º 15º

SALÁRIO | ENFERMAGEM

Vander (PT) manifesta apoio à enfermeiros que buscam aprovação de PL de piso salarial

Deputado de MS prometeu apoio na votação na Câmara do Projeto de Lei, que hoje tramita pelo Senado Federal

A- A+

Através de suas redes sociais, o deputado estadual Vander Loubet (PT) reafirmou o compromisso com profissionais da saúde, defendendo a aprovação do PL 2564/2020, para instituição do piso salarial nacional do Enfermeiro, do Técnico de Enfermagem, do Auxiliar de Enfermagem e da Parteira.

"Vocês enfermeiros, técnicos de enfermagem, que lutam tanto pelo plano de cargo de salário 2564/20, está sendo votado no senado e quero reafirmar meu compromisso com vocês, que estão sendo exemplo nesse momento de pandemia, que as pessoas estão mais precisando do pessoal da saúde", disse o deputado em vídeo.

Em tramitação no Senado federal, o PL é de autoria do senador Fabiano Contarato (REDE/ES). Durante sessão deliberativa ontem (05.mai.2021), o presidente Rodrigo Pacheco confirmou que na próxima 2ª feira (10.mai.2021) acontece uma reunião virtual, às 16h.

Para o autor do projeto, a PL 2564 “repõe a dignidade salarial e de carga horária” para enfermeiro, técnico de enfermagem e auxiliar de enfermagem, disse Fabiano Contarato.

Segundo informações da Agência Senado, participam da reunião o presidente do Senado, o autor da proposta; a relatora da matéria, senadora Zenaide Maia (Pros-RN), os líderes Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) e representantes do conselho federal e de conselhos regionais de enfermagem
 
"É justo o que vocês reivindicam e podem ter certeza, hoje que chegar lá na Câmara nós estaremos juntos nessa empreitada, porque vocês são merecedores", defendeu ainda Vander.

Para o deputado de MS, o PL 2564 será aprovado no senado: "e assim que chegar na Câmara também contará com nosso voto a favor", completou o petista.

Esse Projeto de Lei (2.564/2020) institui o piso salarial nacional para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e parteiras e fixa o piso em R$ 7.315 para enfermeiros. Demais categorias terão o piso proporcional a esse valor: 70% (R$ 5.120) para os técnicos de enfermagem e 50% (R$3.657) para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.
 
Zenaide Maia, em seu relatório mudou o texto original da PL, que agora prevê que a jornada normal de trabalho desses profissionais não será superior a 30 horas semanais, sendo que antes o valor do piso subiria proporcionalmente para cargas horárias maiores, segundo informações da Agência Senado.