08 de maio de 2021
Campo Grande 26º 13º

ASSALTO | POSTO KÁTIA LOCATELLI

Armado, assaltante faz "arrastão" contra caminhoneiros em posto de combustíveis

Criminoso ameaçou, colocou arma contra cabeça e humilhou caminhoneiros.

A- A+

Três caminhoneiros foram vítimas de assalto armado, que agiu nesta noite de sábado (10. abril) no pátio do Posto Kátia Locatelli, às margens da BR-163, em Campo Grande. O criminoso ameaçou e xingou os caminhoneiros, fugindo do local com R$ 1.800,00. 

Segundo o registro policial, o suspeito moreno, porte físico forte (parecia segurança), usava touca preta e estaria com um revólver semelhante a um revólver calibre 38. 

O homem rendeu um caminhoneiro de cada vez. A primeira vítima, de 48 anos, disse que o indivíduo rendeu ele quando ele voltava do jantar no restaurante do posto. O assaltante teria mandado ele abrir a porta do veículo e subiu no estribo apontando a arma contra a cabeça do caminhoneiro exigindo dinheiro. O trabalhador disse que não tinha dinheiro, mas o criminoso insistiu, dizendo que sabia que ele tinha dinheiro o ameaçando e xingando. “Eu sei que você tem mais, anda logo seu vagabundo”, disse o criminoso, que arrancou a carteira da mão do caminhoneiro e subtraiu os R$ 1,8 mil. 

Após o roubo o autor ameaçou caminhoneiro dizendo que ele deveria ficar 30 minutos no veículo e que estaria acompanhando por mais três indivíduos. O caminhoneiro cuidou o retrovisor e assim que não viu mais o suspeito, desceu do caminhão e foi até o gerente do posto, que lhe disse que ao menos outros dois caminhoneiros haviam acabado de serem assaltados e que já havia acionado a polícia. 

Outras duas vítimas acabaram sendo humilhadas pelo ladrão, que arremessou a carteira das vítimas contra elas, numa das situações, ao notar que só tinha R$ 26 dentro da carteira do trabalhador.  

O caso foi registrado roubo majorado se a violência ou ameaça é exercida com emprego de arma de fogo, na Depac-Cepol.