16 de setembro de 2021
Campo Grande 32º 20º

BARBÁRIE | IPABA (MG)

Corpo de enfermeira é achado com marca de tiro na testa em plantação de eucalipto

Polícia chegou ao local onde o corpo estava, após a prisão do suspeito de 49 anos, na sexta-feira (19.mar)

A- A+

Desaparecida desde o dia 15 de março, o corpo de da enfermeira Priscila Cardoso da Silva, de 35 anos, foi encontrado neste sábado (20.mar) em uma plantação de eucalipto próximo a entrada do município de Ipaba (MG). Ela havia sido vista pela última vez ao sair do posto onde trabalhava em Santana do Paraíso (MG).

A polícia só chegou ao local onde o corpo estava após a prisão do suspeito Reginaldo Ferreira de Souza, vulgo 'Pau Veio", de 49 anos, na sexta-feira (19.mar). Ele confessou ter matado a enfermeira e disse onde estava o corpo.

O suspeito foi levado para a delegacia de Ipatinga e a Justiça já expediu um mandado de prisão preventiva.

Reginaldo matou a enfermeira com 1 tiro na testa. A suspeita é que o criminoso monitorava a vítima e tinha sob encomenda roubar o veículo da enfermeira, um Chevrolet Onix. A polícia não confirmou ainda que a motivação seria essa.  

As diligências foram feitas pelas polícias Militar e Civil de Minas, Bahia e do Espírito Santo.

Ainda de acordo com o delegado, o homem já tinha várias passagens pela polícia, entre elas um homicídio cometido na Bahia (atirou na boca de um jovem dentro de um bar) e uma tentativa de latrocínio em Minas. 

A enfermeira estava sem blusa e seu corpo estava em estado de decomposição.  A perícia colheu informações e fará exame para saber se a mulher foi vítima de abuso sexual.  

A vítima era filha de um ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Vale do Rio Doce.Em nota publicada nas redes sociais, a Prefeitura de Santana do Paraíso manifestou pesar pela morte da enfermeira e diz que o município decretou luto oficial de três dias.

“A notícia da morte da nossa querida Priscila é uma dor irreparável para todos nós. A administração municipal, na pessoa do prefeito Bruno Morato, desde o início acompanhou o trabalho das autoridades policiais para que o crime fosse elucidado”, diz a nota.

VEJA O VÍDEO