24 de junho de 2021
Campo Grande 31º 19º

Golpe da Casa Própria

Falso corretor de imóveis usava WhatsApp para atrair clientes

Golpista desafiava polícia e justiça mandando fotos para vítimas de bens comprados com dinheiro de roubo

A- A+

A delegada adjunta Celia Maria Bezerra da Silva do 4º DP (Delegacia de Polícia), concedeu entrevista coletiva à imprensa na tarde de hoje para esclarecer o golpe da casa própria que era aplicado pelo falso corretor de imóveis em Campo Grande.

Até o momento foram de 19 casos confirmados, sete deles foram registrado no 4ºDP na região Zona Sul, e 11 no 7ºDP região Oeste. Mas a polícia acredita que existem mais vítimas e com a divulgação, outros casos irão aparecer.

O golpista se passava por funcionário da Caixa Econômica Federal e usava o WhatsApp para fazer contato com as vítimas, as mensagens enviadas diziam que a pessoa foi escolhida para fazer parte de um grupo e oferecia de graça uma casa para pessoa que conseguisse um número de supostos compradores. 

Era cobrando uma entrada de R$ 4 mil da vitimas como entrada, em outro caso que está sendo investigado pela delegacia, cobrava R$ 500. O caso só chegou ao conhecimento da policia após registro de boletim de umas das vítimas. “A vítima registrou o boletim de ameaça, e aí descobriu que se tratava de um estelionato”, conta delegada.

O golpista foi identificado como Cicero Vizente Lescano de Oliveira, 35 anos e passava por Renato Vizente para aplicar o golpe nas vítimas. O valor total do golpe em Campo Grande foi de R$28 mil. O falso corretor de imóveis está sendo procurado pela polícia.