25 de maio de 2024
Campo Grande 14ºC

BOLSONARISTA

Fotos de Roberto Jefferson preso em Bangu 8; veja

Ele foi preso no domingo (23.out.22), após atacar a tiros e granadas Policiais Federais

A- A+

O ex-deputado Roberto Jefferson Monteiro Francisco, conhecido apenas como Roberto Jefferson, de 69 anos, aliado de Jair Bolsonaro (PL), foi fotografado na 2ª.feira (24.out.22), quando deu entrada na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, conhecida como Bangu 8, no Complexo de Gericinó, no Rio de Janeiro (RJ). Veja abaixo.

Ele foi preso no domingo (23.out.22), após atacar a tiros e granadas Policiais Federais em Comendador Levy Gasparian, interior do RJ.

Jefferson atingiu 4 agentes que cumpriam um mandado que o retirava do benefício de prisão domiciliar. O bolsonarista é condenado a 8 anos de prisão por comandar uma milícia digital bolsonarista que visa atacar instituições democráticas como o Supremo Tribunal Federal (STF) e as urnas eletrônicas. 

Antes de ser preso, Jefferson usou as redes sociais para atacar a ministra Cármem Lúcia com ofensas a honra. Isso fez com que ele perdesse o direito a prisão domiciliar. Então, o ministro do STF Alexandre de Moraes, determinou a regressão ao fechado, mas Jefferson reagiu. A íntegra do mandado.

Em audiência de custódia na 3ª-feira (25.out) ele voltou a ofender a ministra. À Airton Vieira, juiz instrutor do ministro Alexandre de Moraes no Supremo, Jefferson disse que Cármen Lúcia age “pior” que prostitutas.

“Fiz um comentário mais duro contra o voto escandaloso da ministra Cármen Lúcia. Quero pedir desculpas às prostitutas pela má comparação, porque o papel dela foi muito pior, porque ela fez muito pior, com objetivos ideológicos, políticos. As outras fazem por necessidade”, disse. A íntegra do depoimento.

Eis as fotos de Jefferson: