17 de abril de 2024
Campo Grande 21ºC

QUEIMADA VIVA

Namorado preso pela morte de Layze em MG é sul-mato-grossense

Jovem de 21 anos foi sequestrada, torturada e queimada viva

A- A+

O homem de 34 anos preso nesta 3ª.feira (20.fev.24) em Minas Gerais é natural de Mato Grosso do Sul. 

Conforme a polícia mineira, ele é o suposto namorado de Layze Stephanie Gonzaga Ramalho da Silva, de 21 anos, torturada e queimada viva em Pedro Leopoldo (MG) na 2ª feira (19.fev.24), como mostramos mais cedo aqui no MS Notícias.  

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito tem passagens por tráfico internacional de drogas.

Layze estava desaparecida desde 12 de fevereiro, durante o Carnaval. Antes de ser queimada viva, ela foi torturada e levou sete facadas.

O sul-mato-grossense preso disse que a participação dele no crime foi apenas entregar a jovem a traficantes do Bairro Pindorama, região Noroeste de Belo Horizonte (Capital mineira). A motivação seria uma dívida de R$ 30 mil com o tráfico. “Ele falou que tinha que pagar R$ 30 mil que estava devendo de droga. Senti muito medo de chamar a polícia. Quero Justiça. Minha filha era linda e morreu de uma maneira muito cruel. Matou minha filha muito cruel, muito mesmo. Não tem jeito de não ser ele que matou minha filha. Ele estava com a minha filha lá há muitos dias. Não sei o que vai ser da minha vida, porque Deus também está para tirar meu marido”, disse a mãe, aos prantos, citando o marido que está doente.

Bastante emocionada, ela pediu Justiça e lembrou que se esforçou para evitar que a filha se envolvesse com o tráfico. “Nunca aceitei droga dentro da minha casa. Tentei tirá-la de todo jeito das drogas, mas não consegui”, lamentou a mãe.

FONTE: Com Itatiáia