16 de agosto de 2022
Campo Grande 33º 23º

FATALIDADE | TRÂNSITO

Ônibus circular esmaga homem em cadeira de rodas (vídeo)

Mãe da vítima estava dentro do circular

A- A+

Raimundo Nonato da Paz Rocha, de 41 anos, foi atropelado às 14h50 desta sexta-feira (1º.jul.22), por um ônibus circular, na Rua Edmundo de Almeida, esquina com Rua Elenir do Amaral, no Jardim Zé Pereira, em Campo Grande (MS). A vítima estava em uma cadeira de rodas, entretanto, não era deficiente. A mãe da vítima estava dentro do circular.  

Segundo o boletim de ocorrência (a íntegra), Raimundo chegou a ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), porém, morreu na viatura à caminho da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Vila Almeida.  

Imagens de segurança obtidas pelo MS Notícias mostram o momento exato em que o ônibus passou sobre a cadeira de Raimundo. Conforme as imagens, após sair do ponto de ônibus, o motorista converte à esquerda e passa as rodas sobre o corpo da vítima. As imagens são fortes. Veja abaixo:  

 

A perícia afirmou que o motorista do coletivo não conseguiu ver o cadeirante devido a vítima ter passado rente ao para-choques frontal do veículo, logo após o motorista iniciar sua saída de um ponto de ônibus.  

A polícia disse que o motorista é Geyson Andrade de Souza, de 41 anos. Ele permaneceu no local. O trabalhador é devidamente habilitado e contratado pela empresa Consórcio Guaicurus. Há três testemunhas do caso, uma delas, a mãe de Raimundo.   

"A vítima é conhecida na região como uma pessoa que consome bebida alcoólica com frequência e que no momento do acidente ele trazia consigo um corotinho de pinga, esta bebida ficou caída próximo ao local do acidente no meio-fio, segundo o motorista, foi a genitora da vítima que tirou da cintura do filho logo após o acidente", diz o extrato.  

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL). 

O caso foi registrado na 7ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande como acidente de trânsito com vítima fatal provocado pela própria vítima.