25 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 23º

Corumbá

Pais que deixaram recém nascido morrer para ir ao pagode têm prisão decretada

Os pais do bebê de 30 dias que morreu no domingo (23) em Corumbá - distante 432 quilômetros de Campo Grande - tiveram prisão preventiva decretada na tarde desta quinta-feira (28). A decisão é do juiz  da 1º Vara Criminal de Corumbá.

Gilson Gonçalves, vulgo “Cunhé”, 20 anos e Lorraine Guimarães Torres, 18 anos devem ser encaminhados para presídio ainda nesta sexta-feira (29). Lorraine deve ser levada para o presídio feminino e os dois homens, o pai da criança e o irmão dele Elton Gonçalves, para o masculino.

A mãe do bebê foi indiciada por homicídio doloso, e o pai e tio foram autuados por tráfico de drogas, mas Gilson também vai responder pela morte do bebê. 

No domingo, o bebê com apenas 30 dias de vida morreu depois de a mãe e o pai que queriam ir em um pagode terem retirado a sonda pela qual recém nascido se alimentava. A mulher sabia que o bebê precisava se alimentar através da sonda, mas ignorou as orientações médicas e retirou a sonda para ir até um pagode no município de Corumbá. O pai e o tio da vítima também acabaram presos depois de serem flagrados com 143 papelotes de pasta base.